publicidade

Navegue por
Faraco

Alvinegro

Figueira tenta atrair investidores

Compartilhe

Por Faraco
12/01/2019 - 07h40 - Atualizada em: 12/01/2019 - 08h15
Presidente Claudio Honigman
Presidente Claudio Honigman. Foto: Cristiano Estrela

Um dos focos da nova diretoria para sanar as contas é tentar atrair investidores reais para o clube. Esse ponto tem dedicação maior do presidente Claudio Honigman, que tem trânsito com esse público. Um grupo está na Capital neste fim de semana para visitar as instalações. Não há nada fechado, mas dá pra afirmar que não seria nenhuma parceria, nem mesmo venda do Figueirense, nem se trata de tentar achar mais um “salvador da pátria”. É tentativa de trazer dinheiro ao clube com retorno para os possíveis investidores. Isso é um dos fundamentos da gestão, um caminho que o Figueirense deixou de trilhar há pelo menos nove anos.

Dupla da Capital focada no Brasileirão

A dupla da Capital cada vez mais deixa claro aos torcedores que o foco da temporada é o Brasileirão. Não há como negar e não entender. O Figueirense precisa muito voltar à elite.

É importante para autoestima do clube e para as finanças também. Já o Avaí tem que buscar mais tempo na Série A. Para as finanças e possibilidade de um novo período de crescimento é necessário se manter na elite nacional. Isso vai exigir compreensão dos torcedores e aceitação também. Vai haver cobranças externas no Estadual.

É natural que haja, principalmente pelas rivalidades em jogo. O torcedor não vai aceitar que nenhum deles esteja mal durante a competição local. Apesar do contexto atual da dupla, os dois são sempre naturais candidatos ao título e a brigar com a Chapecoense. A dupla é sempre forte no âmbito local, mesmo com foco em outro objetivo maior.

Cenário inicial mostra Chapecoense na frente

Na volta das férias é preciso ressaltar que a Chapecoense segue sendo o time a ser batido no futebol de Santa Catarina. Com a manutenção do técnico Claudinei Oliveira e de boa parte da base do time de 2018, o Verdão está na frente dos seus principais concorrentes no futebol estadual. As contratações do goleiro João Ricardo e do atacante Renato chamam a atenção. Se o campeonato estadual fosse em pontos corridos dava pra apostar mais forte na equipe do Oeste. Mas com semifinal e final em jogos únicos tudo fica bem mais complicado. Na verdade, até imprevisível. Mesmo assim, a Chapecoense tem time pra chegar à final e ao título. Vai ser cobrada pra isso e não tem como rejeitar este favoritismo.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação