nsc
    nsc

    Retomada

    Retomada do futebol catarinense: cenário mais realista ainda pede cautela

    Compartilhe

    Faraco
    Por Faraco
    01/06/2020 - 22h50 - Atualizada em: 01/06/2020 - 22h55
    Clubes seguem treinamentos individuais(Foto: Patrick Floriani/ FFC)
    Clubes seguem treinamentos individuais(Foto: Patrick Floriani/ FFC)

    O anúncio nesta segunda-feira do novo decreto do governo do estado deixou algumas dúvidas em relação à possibilidade de retomada do futebol em Santa Catarina.

    A primeira interpretação foi de que estaria liberado sem público a partir do dia 5 de julho.

    Depois veio um entendimento de que o decreto determinava que está proibido até dia 5 de julho e que a partir desta data seria responsabilidade dos prefeitos.

    Li uma outra explicação que dava conta de que sem público estaria liberado a partir de dia 5 de julho e com público poderia ser discutido com as prefeituras a partir de então.

    Estava difícil entender realmente o que o decreto trazia.

    Na verdade, o que há de concreto é que até o dia 5 de julho os jogos estão suspensos. Não há nenhuma possibilidade da volta do Campeonato Catarinense antes dessa data.

    E a partir desta data pode haver discussão, integrando governos estadual e municipais.

    E é uma visão mais realista mesmo. Tem que ser assim. O mês de junho é perigoso, porque com o inverno e os ambientes fechados pode haver um ambiente mais propício para a disseminação do vírus.

    Por isso, é preciso ter todos os cuidados possíveis e manter uma visão realista de que ainda está distante a volta do futebol em campo.

    Presidente da Federação mantém postura cautelosa

    O presidente da Federação Catarinense de Futebol, Rubens Angelotti, me disse no final da tarde que tem o mesmo entendimento. Rubinho fez uma nova projeção para volta do Campeonato. Disse que com a nova data estabelecida pelo governo do estado, o “estadual seria para o fim do mês de julho ou até início de agosto. Os clubes precisam de treinamento de 20 dias para voltar o campeonato.”

    “Estamos ainda de mãos atadas e esperando uma liberação total. Talvez alguma prefeitura venha a trancar. Vamos aguardar uma liberação total, que acho que vai ser o mais correto.”

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas