nsc
    nsc

    Pedido de desculpas

    Rildo e Capa e a relação com a torcida do Avaí

    Compartilhe

    Faraco
    Por Faraco
    12/03/2020 - 18h02
    Rildo faz gesto e manda a torcida ficar quieta depois de gol, no domingo (Foto: Frederico Tadeu/ Avaí FC)
    Rildo faz gesto e manda a torcida ficar quieta depois de gol, no domingo (Foto: Frederico Tadeu/ Avaí FC)

    Rildo e Capa reconheceram o erro e deram entrevista coletiva para explicar os gestos para a torcida feitos na partida contra o Juventus. Pediram desculpas. Melhor assim.

    Importante reconhecer o erro e mudar a postura.

    É claro que ninguém gosta de ser cobrado e xingado. E cada um reage de um jeito diferente. Os dois reagiram mal.

    Principalmente Rildo, que chegou outro dia na Ressacada. Falei no Debate Diário nesta semana que Rildo ainda tem que correr muito na Ressacada com a camisa do Avaí, dar muitos passes, e fazer muitos gols, para poder pensar em mandar a torcida ficar quieta.

    Capa já tem uma história dentro do clube. E reconheço que a torcida pega muito no pé dele. Já deu sua contribuição em conquistas de acesso. Mesmo assim não tem todos os direitos na relação com a torcida. Errou também no domingo.

    Quem tem o direito de se manifestar é mesmo o torcedor. Costumo sempre dizer que a arquibancada é o fórum sagrado do torcedor. Ali ele ri, chora, incentiva, reclama e até xinga. É do jogo. Desde que não invada o gramado e não pratique nenhum ato de violência, repito que é do jogo.

    E o jogador tem que saber lidar com essa pressão e cobrança forte. Faz parte da carreira que escolheram. Estão sempre expostos.

    O Avaí é mais forte quando há uma boa relação entre o time e a torcida. Essa divisão sempre é ruim. Mas cabe aos jogadores saber aproximar. O que fizeram Rildo e Capa vai no sentido contrário. Bom que reconheceram o erro.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas