publicidade

Loetz

Parque temático

Negociação do Beto Carrero World é resultado de investimentos da rede Madero

Compartilhe

Por Loetz
08/08/2019 - 16h43 - Atualizada em: 09/08/2019 - 10h46
Beto Carrero World, fundado em 1991, é reconhecido como um dos melhores do seu segmento na América Latina (Foto: Marcos Porto / Agencia RBS)
Beto Carrero World, fundado em 1991, é reconhecido como um dos melhores do seu segmento na América Latina (Foto: Marcos Porto / Agencia RBS)

A rede Madero de restaurantes deve oficializar, ainda neste mês, a compra do parque Beto Carrero World, de Penha. O valor do negócio seria de R$ 1 bilhão. Em janeiro, o fundo de investimento private equity Carlyle injetou R$ 700 milhões no Madero, adquirindo 22% do negócio. daí a razão da evolução das negociações. O parque também estava na mira do fundo Advent.

O Beto Carrero World, fundado em 1991, é reconhecido como um dos melhores do seu segmento na América Latina, obtendo prêmios sucessivos.

Fundo de private equity é aquele que compra participação societária em empresas para, depois, vendê-las com lucro. O Carlyle é dono da Ri Happy e da Tok & Stok, por exemplo. A negociação com o Beto Carrero ocorre há meses.

Exemplo de comportamento do Carlyle no mercado: em janeiro de 2003 comprou parte da Gol e colocou a companhia aérea na Bolsa de Valores dois anos depois. Uma das características do fundo é investir em empresas já consolidadas. O Carlyle tem US$ 200 bilhões em ativos pelo mundo.

Deixe seu comentário:

publicidade