nsc
nsc

Análise

Criciúma está em festa com a volta do time para a Série B

Compartilhe

Roberto
Por Roberto Alves
06/11/2021 - 19h44
Henan fez o gol do Criciúma na vitória sobre o Paysandu
Henan fez o gol do Criciúma na vitória sobre o Paysandu (Foto: Celso da Luz/ Assessoria de imprensa Criciúma E.C.)

A vitória por 1 a 0 sobre o Paysandu, em Belém, combinado com a derrota do Botafogo da Paraíba para o Ituano colocou o Criciúma de volta na Série B do Campeonato Brasileiro em 2022. 

O Tigre deu a volta por cima na competição e foi buscar a classificação com um gol de Henan. Depois de um primeiro tempo fraco, o time catarinense fez entrar Igor, que botou a equipe para jogar, e foi autor do lançamento para Henan marcar o gol da festa carvoeira. 

​> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp​

O Paysandu, que já estava eliminado, só acordou no jogo no final do segundo tempo. Em Itu, o time local que já estava classificado ignorou o Botafogo da Paraíba e fez 3 a 1 ao natural, sem nenhuma ameaça. 

Em uma chave, então, temos Ituano e Criciúma classificados. Na outra, o Tombense já carimbou o passaporte e, neste domingo, a segunda vaga será disputada entre Novo Horizontino e Manaus. 

Portanto, em 2022 Santa Catarina terá mais uma vaga Série B do Brasileiro. É aguardar o Brusque manter sua vaga, pois o Avaí está brigando para subir para a Série A. Somente o Figueirense permanece na C no ano que vem. 

Agora, o Criciúma precisa reestruturar o time para 2022, fortalecer o elenco e tentar um retorno à elite nacional.

Leia também

Avaí cede empate ao Vitória com gol polêmico no fim da partida

Figueirense coloca ingressos à venda para semifinal da Copa SC

Roberto Alves

Colunista

Roberto Alves

Referência por resgatar a memória do Esporte catarinense, fatos do dia a dia e pitorescos, misturando bom humor e seriedade na dose certa.

siga Roberto Alves

Roberto Alves

Colunista

Roberto Alves

Referência por resgatar a memória do Esporte catarinense, fatos do dia a dia e pitorescos, misturando bom humor e seriedade na dose certa.

siga Roberto Alves

Mais colunistas

    Mais colunistas