nsc
    nsc

    EM AMPLIAÇÃO

    Como está a reserva de leitos de UTI para pacientes com coronavírus em Joinville; dez estão internados

    Compartilhe

    Saavedra
    Por Saavedra
    06/05/2020 - 14h59
    Secretaria de Saúde de Joinville garante que 150 leitos de UTI podem vir a estar disponíveis para atendimento de pacientes com coronavirus (foto:Salmo Duarte, Arquivo AN)
    Secretaria de Saúde de Joinville garante que 150 leitos de UTI podem vir a estar disponíveis para atendimento de pacientes com coronavirus (foto:Salmo Duarte, Arquivo AN)

    Nesta semana, na qual Joinville chegou pela primeira vez na marca de dez pacientes com coronavírus internados em UTI, o número de leitos de tratamento intensivo disponíveis para atendimento da covid-19 se mantém o mesmo das últimas semanas, com perspectivas de ampliação na segunda quinzena de maio. Hoje, as redes pública e privada de Joinville contam com 65 leitos de UTI para atendimento casos de covid-19.

    Até o final do mês, a meta é de ativar mais 35, número que poderá ser ampliado em caso de necessidade: os planos da Secretaria de Saúde de Joinville é de chegar a 150 leitos dessa modalidade de internação. A meta foi definida ainda em março. A etapa seguinte seria o hospital de campanha, a ser bancado pelos governos federal e estadual.

    Hoje, são dez pacientes em UTI em casos confirmados de coronavírus, mas há pelo menos outros dez também internados, em casos suspeitos da doença. A secretaria leva em conta também os pacientes com suspeita nas estratégias de ocupação da rede hospital. Ainda que nem metade das 65 vagas esteja sendo utilizada, a ocupação vem aumentando.

    Os 35 novos leitos programados para curto prazo incluem as 20 vagas da ampliação do Hospital Regional e mais dez do Hospital São José, além da maior oferta na rede privada. Mas, caso do Regional, ainda é preciso esperar a conclusão das obras e finalização do processo de contratação de pessoal. Para a rede, é esperada a vinda de respiradores, a serem enviados pelo governo do Estado. A secretaria fez contrato de locação dos aparelhos, mas só vai acionar o empréstimo se houver necessidade.

    A compra de pelo menos 20 vagas de UTI em hospitais privados, por meio de edital do governo do Estado, também está nos planos. A ampliação da capacidade de atendimento inclui o Bethesda e hospitais de cidades vizinhas.

    ​Em site especial, saiba tudo sobre coronavírus

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas