Black Friday é um período de grande atrativo para quem deseja economizar, especialmente por ser no final do ano. No entanto, as ofertas da época também representam uma fase de potencial risco para os consumidores. Isso porque muitos golpistas aproveitam a temporada para aplicar golpes e roubar dados pessoais dos compradores.

Continua depois da publicidade

Clique aqui e receba notícias no WhatsApp

Considerando isso, Ricardo Maravalhas, fundador e CEO da DPOnet, empresa que ajuda organizações a cumprirem a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), lista 5 dicas para proteger seus dados pessoais e financeiros contra roubos ou fraudes. Confira!

1. Mantenha o aparelho e aplicativos atualizados

Manter seus dispositivos atualizados é fundamental para garantir a segurança online. Atualizações frequentes muitas vezes incluem correções de segurança essenciais que o protegem contra malwares e outras ameaças cibernéticas. Antes de iniciar suas compras, certifique-se de que tanto o sistema operacional quanto os aplicativos estejam na versão mais recente.

Continua depois da publicidade

2. Utilize conexões seguras

Ao realizar compras online, opte por redes seguras e confiáveis. Redes de wi-fi públicas podem ser alvos fáceis de hackers que desejam interceptar dados pessoais. Se precisar adquirir algo enquanto estiver fora de casa, considere usar uma rede virtual privada (VPN) para criptografar sua conexão, garantindo assim que suas informações estejam protegidas.

3 benefícios de usar recursos digitais em lojas físicas

3. Desconfie de ofertas tentadoras

Durante a Black Friday, é comum encontrar ofertas tentadoras em diversos produtos e serviços. No entanto, desconfie de preços muito abaixo do mercado e descontos que parecem irreais. Verifique a autenticidade do site e do vendedor, procure por avaliações e feedbacks de outros consumidores antes de efetuar a compra. Golpistas frequentemente criam sites falsos que imitam marcas populares para enganar os compradores.

4 dicas para impulsionar o seu negócio na Black Friday

Homem mexendo no celular, sorrindo e segurando sacolas de compras
Autenticação de dois fatores dificulta o acesso de hackers às suas contas (Imagem: GaudiLab | Shutterstock)

4. Ative a autenticação de dois fatores

Certifique-se de que suas senhas são fortes e que combinam letras maiúsculas, minúsculas, números e caracteres especiais. Evite utilizar a mesma combinação em várias contas online. Além disso, ative a autenticação de dois fatores (2FA) sempre que possível. Ela adiciona uma camada extra de segurança, exigindo que você forneça uma prova adicional de identidade além da senha, tornando muito mais difícil para os hackers acessarem suas contas.

Continua depois da publicidade

5. Verifique as suas transações financeiras e atualize os seus dados

Após a Black Friday, monitore regularmente suas transações financeiras para detectar atividades suspeitas. Se identificar qualquer transação não autorizada, entre em contato imediatamente com sua instituição financeira. Além disso, atualize regularmente suas informações pessoais e de pagamento nos sites de compras online confiáveis. Manter seus dados atualizados pode ajudar a evitar complicações em caso de violação de dados.

Por Gabriela Calencautcy

Leia também

5 dicas para comprar imóveis com segurança

4 dicas para aproveitar as promoções da Black Friday

4 vantagens de comprar os presentes de Natal pela internet

Destaques do NSC Total