O envelhecimento da pele é um processo natural e inevitável que ocorre ao longo do tempo. Fatores genéticos, exposição ao sol, poluição, tabagismo e outros elementos ambientais contribuem para a formação de radicais livres, que, por sua vez, danificam as células da pele e desencadeiam o envelhecimento precoce.

Continua depois da publicidade

“Os sinais [de envelhecimento] mais comuns são as manchas solares, mas podemos listar muitos outros, como flacidez, olheiras, bolsas palpebrais e queratoses (chamadas popularmente de ‘verrugas’)”, explica a dermatologista Dra. Mônica Aribi, sócia efetiva da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

No entanto, embora seja inevitável, a adoção de hábitos saudáveis pode desacelerar significativamente esse processo. Por isso, a seguir, confira 6 hábitos que ajudam a prevenir o envelhecimento precoce da pele!

Continua depois da publicidade

1. Proteção solar diária

A exposição aos raios UV é uma das principais causas do envelhecimento precoce da pele, resultando em rugas, manchas e perda de elasticidade. Nesse sentido, o protetor solar forma uma barreira contra os danos causados pelo sol.

“O protetor solar deve ser aplicado em áreas expostas cerca de 30 minutos antes da exposição e ser reaplicado a cada 3 horas”, ensina a dermatologista Dra. Paola Pomerantzeff, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

2. Hidratação constante

A pele desidratada é mais propensa a rugas e linhas finas, enquanto a hidratação mantém a elasticidade e a saúde da pele. “A hidratação adequada e o consumo de água têm um impacto significativo no aspecto da pele, especialmente quando se trata de retardar os sinais de envelhecimento”, explica a nutróloga Dra. Marcella Garcez, diretora e professora da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN).

Continua depois da publicidade

“A água desempenha um papel fundamental na saúde e na aparência da pele, porque a água é essencial para manter a pele hidratada, que ajuda a manter sua elasticidade, importante para evitar a flacidez e a perda de firmeza cutânea”, acrescenta.

3. Dieta equilibrada

Antioxidantes, vitaminas e minerais presentes em alimentos como frutas, vegetais e peixes combatem os radicais livres, prevenindo danos à pele. “Tanto a pele como as unhas e cabelos refletem carências de nutrientes, equívocos alimentares e estado inflamatório”, explica a Dra. Marcella Garcez.

Por isso, inclua na sua rotina alimentos ricos em nutrientes e evite o consumo excessivo de açúcares e gorduras saturadas. “Alguns alimentos, quando consumidos em excesso, podem contribuir para o envelhecimento precoce da pele devido aos seus efeitos negativos e oxidantes, levar à piora da hidratação, alterar os vasos sanguíneos e aumentar o risco de doenças inflamatórias e oxidativas, fatores que levam ao envelhecimento precoce ou acelerado”, acrescenta a médica.

Continua depois da publicidade

Não fumar ajuda a evitar o envelhecimento precoce da pele (Imagem: puhhha | Shutterstock)

4. Evitar o tabagismo

O tabaco contribui para a formação de radicais livres, prejudicando a circulação sanguínea e degradando o colágeno. “No contexto da saúde da pele, parar de fumar é fundamental para desacelerar o envelhecimento, minimizar complicações cirúrgicas e dermatológicas relacionadas ao tabagismo e melhorar as condições de saúde como um todo, o que impacta diretamente no tecido cutâneo”, explica a Dra. Paola Pomerantzeff. Por isso, busque ajuda profissional para abandonar o hábito.

5. Dormir o suficiente

O sono adequado é essencial para a prevenção do envelhecimento precoce. “Durante o sono, ocorre um relaxamento muscular, que evita as rugas de expressão pela mímica facial durante o dia, e a liberação de substâncias como o hormônio do crescimento (GH), que é responsável pelo desenvolvimento e renovação celular, inclusive das células de colágeno, que são fundamentais para a firmeza e viço da pele”, destaca a Dra. Paola Pomerantzeff. Logo, estabeleça uma rotina de sono consistente e crie um ambiente propício ao descanso.

6. Cuidados com a limpeza da pele

A limpeza adequada mantém a saúde da pele e melhora a eficácia de outros produtos, removendo poeira, poluição e resíduos de cosméticos utilizados. “Nós recomendamos lavar o rosto, pelo menos, duas vezes ao dia, de preferência com água gelada, podendo fazer uma lavagem na parte da manhã e a outra na parte da noite”, diz a dermatologista Natasha Crepaldi.

Continua depois da publicidade

Destaques do NSC Total