À medida que o Dia dos Namorados se aproxima, muitos jovens podem estar vivenciando as emoções do primeiro namoro. Este é um período de descobertas e intensos sentimentos, mas também pode ser um momento de ansiedade para os pais, que observam seus filhos navegando nas águas, muitas vezes turbulentas, das relações amorosas pela primeira vez.

Continua depois da publicidade

Segundo a psicóloga Patrícia Peixoto, especialista em Neuropsicologia e Terapia Cognitivo-Comportamental, é fundamental que os pais se mantenham presentes e receptivos, oferecendo suporte sem invadir a privacidade dos jovens. Por isso, ela sugere algumas dicas práticas para ajudá-los a lidar com esta nova fase dos filhos de forma saudável e construtiva. Confira! 

1. Diálogo aberto

Encoraje conversas abertas e sem julgamentos sobre relacionamentos e sentimentos. É importante que os adolescentes sintam que podem compartilhar suas experiências e dúvidas sem medo de repreensão ou desdém.

Continua depois da publicidade

2. Estabeleça limites

Enquanto é essencial oferecer certo grau de liberdade, é igualmente importante definir limites claros que garantam a segurança e o bem-estar do adolescente. Por isso, discuta expectativas sobre horários, encontros e comunicação.

3. Educação afetiva e sexual

Providencie informações corretas e apropriadas sobre saúde sexual e afetiva. A falta de informação pode levar a mitos e concepções erradas sobre relacionamentos e sexo.

É importante respeitar a individualidade dos filhos (Imagem: Gladskikh Tatiana | Shutterstock)

4. Respeite a individualidade

Cada adolescente é único e pode experimentar seus relacionamentos de maneira diferente. Respeitar essa individualidade é crucial para que eles desenvolvam autoconfiança e autoestima.

Continua depois da publicidade

5. Seja um modelo positivo

Demonstre relacionamentos saudáveis em sua própria vida. Os adolescentes aprendem frequentemente por observação, e ver seus pais ou responsáveis envolvidos em interações positivas pode servir como um modelo valioso para suas próprias relações.

6. Dê apoio nas dificuldades

Esteja pronto para oferecer apoio se o relacionamento terminar ou se tornar difícil. O fim de um namoro pode ser especialmente doloroso e confuso para um jovem, e o suporte emocional dos pais é fundamental.

7. Fortaleça a relação com os filhos 

A psicóloga Dra. Cristiane Pertusi, especialista em atendimento familiar, complementa que é crucial entender que o primeiro namoro pode ser uma experiência fundamental para o desenvolvimento da identidade pessoal e social dos jovens.

Continua depois da publicidade

“Os pais devem encorajar a autoexploração e o autoconhecimento, elementos que ajudam o adolescente a estabelecer relações mais saudáveis e equilibradas. Acompanhar de perto, mas com respeito ao espaço do jovem, é a chave para um suporte efetivo durante essa fase de descobertas”, afirma.

Embora o primeiro namoro possa ser desafiador para os pais, é também uma oportunidade excelente para fortalecer a relação com os filhos e guiá-los por meio de um aspecto crucial do amadurecimento. Com comunicação, respeito e orientação adequada, é possível ajudar os filhos a navegar seus primeiros passos no mundo complexo dos relacionamentos amorosos. É uma jornada que, embora repleta de desafios, também está cheia de crescimento e aprendizado tanto para os pais quanto para os adolescentes.

Por Taís Lopes

Destaques do NSC Total