nsc
    dc

    Segurança

    Adolescente que matou turista em Florianópolis se apresenta à polícia e alega tiro acidental

    Menor de 17 anos tem passagens por tráfico e desacato e será encaminhado para o Case 

    09/01/2017 - 21h03 - Atualizada em: 10/01/2017 - 14h01

    Compartilhe

    Por Redação NSC
    Carro onde estava Daniela com o disparo que a atingiu
    Carro onde estava Daniela com o disparo que a atingiu
    (Foto: )

    O adolescente que matou a turista gaúcha Daniela Scotto, 38 anos, na comunidade do Papaquara, em Florianópolis, se apresentou em uma delegacia de polícia do norte da Ilha, no Ingleses, na noite desta segunda-feira. Em depoimento, ele alegou que o tiro foi acidental. O jovem de 17 anos, que não teve o nome divulgado, era procurado desde o dia 1º de janeiro deste ano, quando ocorreu o crime.

    Acompanhado por um advogado, o adolescente confessou que estava armado na noite do crime e que, como carro em que Daniela estava era de cor preta, ele achou que pudesse ser um inimigo e apontou a arma, mas que o tiro teria sido acidental. A informação é do delegado regional da Grande Florianópolis, Verdi Furlanetto. Segundo ele, o menor tem passagens pela polícia por tráfico de entorpecentes e desacato e agora será transferido para um Centro de Atendimento Socioeducativo (Case).

    Ainda de acordo com o delegado, o adolescente teria pedido para que quando fosse apreendido, não ficasse na mesma ala com integrantes de uma facção criminosa do Estado. A Justiça já havia expedido um mandado para apreender o menor e, desde a madrugada em que o crime ocorreu, a Polícia Militar operava no acesso da comunidade do Papaquara.

    Apesar do suspeito ter se apresentado à polícia, o inquérito ainda não foi concluído. O delegado da Polícia Civil Eduardo Mattos, responsável pelo caso, afirmou na noite desta segunda-feira que "não estão descartadas novas prisões". O nome do advogado de defesa que representa o adolescente não foi informado.

    Colaborou Larissa Neumann

    Acompanhe:

    Turista gaúcha é morta ao entrar por engano em comunidade do norte da Ilha, em Florianópolis

    Justiça autoriza apreensão de menor que teria atirado em turista no Papaquara, em Florianópolis

    Morador relata que há toque de recolher em comunidade de Florianópolis onde morreu turista

    PM cerca comunidade após morte de turista gaúcha e comandante lamenta: "É frustrante"

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas