nsc
    hora_de_sc

    História e cultura

    Aniversário de Florianópolis: cinco passeios virtuais para saber mais sobre os 347 anos da cidade

    Em tempos de coronavírus e quarentena, a maneira de celebrar o aniversário de Floripa é aproveitando ao máximo os recursos digitais

    23/03/2020 - 13h56 - Atualizada em: 23/03/2020 - 13h59

    Compartilhe

    Marina
    Por Marina Martini Lopes
    É possível passear pelas obras e instalações do Museu Histórico de Santa Catarina por meio de um aplicativo
    É possível passear pelas obras e instalações do Museu Histórico de Santa Catarina por meio de um aplicativo
    (Foto: )

    Florianópolis faz 347 anos neste dia 23 de março, sem festa. Pelo menos nas ruas, uma vez que a cidade segue o regime de quarentena imposto pela pandemia de coronavírus: eventos e comemorações estão suspensos. Mas que tal aproveitar o isolamento e o maior tempo livre para saber mais sobre a capital catarinense - mesmo que seja de forma digital?

    Em página especial, saiba tudo sobre coronavírus

    Reunimos cinco dicas de "passeios" virtuais pela história de Florianópolis: museus, arte de rua, e até mesmo a hemeroteca pública e seus jornais antigos estão na nossa lista. Confira!

    Museu Histórico de Santa Catarina

    Passear pelas principais obras e instalações do Museu Histórico de Santa Catarina, localizado no Palácio Cruz e Sousa, na Praça XV de Novembro, Centro de Floripa, é possível por meio de um aplicativo - disponível inclusive em cinco idiomas: português, espanhol, inglês, francês e italiano. Para aproveitar, é preciso baixar o aplicativo izi.Travel (no Android, iOS ou Windows) e buscar por "Tour Palácio Cruz e Sousa".

    O palácio Cruz e Sousa, onde se localiza o Museu Histórico de Santa Catarina
    O palácio Cruz e Sousa, onde se localiza o Museu Histórico de Santa Catarina
    (Foto: )

    O tour apresenta um "top 10" com as principais atrações do museu: o teto da nave central, as pinturas Vista do Desterro e O Extermínio da Família Dias Velho, a primeira lâmpada residencial acesa em Florianópolis, uma abertura na parede por onde se pode ver a estrutura original do prédio, a imponente mesa de jantar, o vitral que separa o saguão principal e a sala de jantar, o teto do salão nobre, os assoalhos em marchetaria, e a sacada de onde João Figueiredo acenou para o povo durante a Novembrada. O aplicativo conta com áudios que narram e fornecem mais informações sobre as obras e instalações.

    Museu da Escola Catarinense (Mesc)

    O tour virtual do Museu da Escola Catarinense faz parte da ação realizada com os totens interativos fornecidos à instituição pela empresa Tour Virtual 360: cinco equipamentos foram instalados no local. Os links disponíveis no site do Mesc (que é administrado pela Udesc, a Universidade do Estado de Santa Catarina) podem guiar o visitante por diferentes caminhos: é possível fazer um tour interativo pelo acervo, visualizar fotos de várias perspectivas, e ouvir o Mesc Áudio Guia, que apresenta a estrutura física e as salas do museu.

    Acesse aqui o tour virtual.

    Museu Victor Meirelles

    O ERA Virtual é um projeto que disponibiliza visitas por meio da internet aos principais museus brasileiros, tudo sempre em 360º. Um dos museus que faz parte do catálogo do projeto é o Victor Meirelles, de Florianópolis: inaugurado em 1952, na casa onde o artista nasceu, o local abriga uma grande coleção formada pelas obras do pintor, seus professores e alunos. A instituição também conta com um acervo de obras de arte moderna e contemporânea, e realiza exposições temporárias.

    Inaugurado em 1952, na casa onde o artista nasceu, o local abriga uma grande coleção formada pelas obras do pintor
    Inaugurado em 1952, na casa onde o artista nasceu, o local abriga uma grande coleção formada pelas obras do pintor
    (Foto: )

    Acesse aqui o tour virtual.

    Hemeroteca Digital Catarinense

    Ler jornais antigos é um mergulho não só na história de uma cidade, mas no próprio estilo de vida dos moradores da época: nas notícias e artigos publicados, é possível descobrir os fatos mais importantes de cada momento da história em cada lugar, mas também entender como as pessoas viviam, como trabalhavam, como passavam seu tempo livre, com o que se indignavam ou se surpreendiam, e até como escreviam. A Hemeroteca Digital Catarinense tem um grande acervo documental de publicações periódicas, especialmente jornais editados em Santa Catarina a partir do século XIX - tudo organizado em arquivos pdf disponíveis na internet.

    Foi no arquivos da Hemeroteca, por exemplo, que encontramos os curiosos registros sobre a relação dos florianopolitanos com o oceano - antes que o banho de mar se tornasse um hábito comum. Para visitar e conferir, acesse o site da Hemeroteca Digital Catarinense.

    Street Art Tour

    A proposta do projeto Street Art Tour é valorizar e fomentar a arte de rua em Florianópolis - e faz parte dele o aplicativo disponível para iOS e Android que fornece um mapa interativo dos desenhos e pinturas espalhados pelos muros da cidade. Claro, a proposta original do app é transformar a cidade em um museu a céu aberto, gratuito, com as informações disponíveis complementando a caminhada pelas ruas. Mas, em tempos de quarentena, o passeio pode ser exclusivamente virtual: vale explorar o mapa e clicar nos pins que indicam a localização das obras, conferindo fotos e informações técnicas e conceituais sobre cada pintura.

    Arte de Danka e Dogz
    Arte de Danka e Dogz
    (Foto: )

    O Street Art Tour é fruto da parceria entre o artista Rodrigo Rizo - bastante conhecido como autor dos camaleões coloridos espalhados por Floripa - e os produtores culturais Marina Tavares e Arturo Valle Junior, da Studio de Ideias. O aplicativo funciona associado a um site, onde há informações e conteúdos multimídia relacionados ao universo da arte de rua no Brasil e no mundo.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Entretenimento

    Colunistas