O Fluminense busca escrever no próximo sábado (4), no Maracanã, um dos capítulos mais importantes de sua história. Às vésperas da decisão, a equipe comandada pelo técnico Fernando Diniz chega para o duelo com alerta ligado em função do rendimento defensivo nas últimas semanas.

Continua depois da publicidade

Leia mais notícias do Esporte no NSC Total

Veja a chance de título da Série A após virada histórica do Palmeiras contra o Botafogo

Ex-atacante do Avaí é morto a tiros durante as férias

No mês de outubro, em sete jogos disputados, o time carioca sofreu 13 gols, com média de 1,85 por partida. É o pior índice desde o retorno de Diniz às Laranjeiras em maio de 2022. No recorte, o Tricolor enfrentou Internacional, Botafogo, Corinthians, Bragantino, Goiás, Atlético-MG e Bahia, com quatro derrotas, duas vitórias e um empate.

Continua depois da publicidade

Após assegurar vaga na decisão do torneio continental, Diniz passou a administrar jogadores pontualmente. Na última terça-feira, por exemplo, o Fluminense teve time reserva no duelo diante do Bahia, em Salvador. Titulares como Arias, Marcelo e Cano, inclusive, sequer viajaram ao Nordeste do país, assim como o próprio treinador, suspenso pelo terceiro amarelo.

A queda do rendimento defensivo, porém, já era notável antes do Flu vencer o Inter no Beira-Rio e garantir vaga na final. No mês anterior ao histórico jogo de Porto Alegre, foram cinco partidas, com duas vitórias, duas derrotas e um empate. O Flu sofreu nove gols, com média de 1,80, índice levemente inferior ao rendimento do mês de outubro.

Desde que o treinador foi contratado para substituir Abel Braga no início do Campeonato Brasileiro do ano passado, o Fluminense teve média igual ou superior a um gol por partida nos meses de junho (2022), agosto (2022), setembro (2022), outubro (2022), junho (2023) e agosto (2023), além dos últimos dois meses, citados anteriormente.

Até aqui, em 104 jogos, foram 58 vitórias, 20 empates e 26 derrotas – o aproveitamento é de 62%. Diniz completará no próximo sábado 551 dias à frente da equipe e poderá coroar com título inédito o trabalho mais longevo da carreira.

Continua depois da publicidade

Para enfrentar o Boca, o treinador deve contar com o retorno do zagueiro Nino, recuperado de lesão no joelho. A partida está marcada para começar às 17h (de Brasília).

Assista também

Publicidade

Além de muita informação relevante, o NSC Total e os outros veículos líderes de audiência da NSC são uma excelente ferramenta de comunicação para as marcas que querem crescer e conquistar mais clientes. Acompanhe as novidades e saiba como alavancar as suas vendas em Negócios SC.

Destaques do NSC Total