Os maus resultados, que já derrubaram dois técnicos do Avaí na temporada, agora forçam uma reformulação no elenco. Durante a apresentação oficial do meia Renatinho nesta quarta-feira (23), os dirigentes Marquinhos Santos e Diogo Fernandes comentaram o processo de mudança. O clube confirmou que até oito saídas devem ocorrer.

Continua depois da publicidade

> Presidente do Avaí, Francisco Battistotti recebeu alta do hospital

— Sabemos que o momento é difícil. Departamento de futebol, diretoria e comissão técnica estão reformulando o nosso plantel. Sabemos que aqueles que saírem não são diretamente culpados, mas no futebol, quando as coisas não vão bem, têm que ser mudadas. Não poderíamos nos omitir — afirma Marquinhos, gerente de futebol.

Acompanhe as entrevistas:

O clube azurra não confirma oficialmente os nomes dos atletas que estão deixando o elenco. A reportagem da CBN Diário apurou que o atacante Lourenço e o lateral-esquerdo Leonan devem ser cedidos por empréstimo ao Santa Cruz, que disputa a Série C. 

Continua depois da publicidade

> Avaí oficializa contratação do meia Renatinho

O atacante Kelvin e o zagueiro Victor Sallinas foram ausências nos últimos treinos e também podem deixar o clube. A lista azurra teria ainda os meio campistas Bruno Silva, Wesley e Adryan. Os três estão lesionados e só podem deixar o clube após serem liberados do departamento médico.

De acordo com Rodrigo Faraco, comentarista da CBN Diário, o lateral-direito Arnaldo também está em avaliação e pode ser a situação revista junto ao clube. O Avaí busca acordos com os atletas para rescisão do vínculo ou então a recolocação dos jogadores no mercado da bola.

Ouça no boletim:

> Árbitro catarinense é afastado de jogo da Libertadores por coronavírus

— Não passamos um momento nada bom. É neste momento que precisamos reunir forças, fazer readequações ao plantel. Reforçamos que os atletas que estão saindo não são os únicos culpados. Somos todos nós que estamos aqui no dia a dia. Teremos que agregar novos valores para que a equipe consiga buscar sua evolução — pontua Diogo Fernandes, coordenador de futebol.

Continua depois da publicidade

> Roberto Alves: decisões com bom senso e dentro da realidade no Avaí

As mudanças ocorrem após o pior resultado do Avaí na temporada. A derrota, em casa, diante do Sampaio Corrêa, por 5 a 2. O ano do Leão da Ilha tem ainda os insucessos na Recopa Catarinense, Campeonato Catarinense e Copa do Brasil. A única competição restante é a Série B com o objetivo do acesso à elite do futebol nacional.

— O time foi formatado no intuito de conseguir as vitórias e conquistas, que não vieram. O torcedor está no direito de cobrar. Estamos preocupados, mas tranquilos sabendo que o trabalho é sério e em prol do Avaí. Não estamos contentes com esta situação. A dor do torcedor se reflete em nós. Não podemos baixar a guarda, temos que trabalhar. O Avaí é time de luta — finaliza Marquinhos.

> Avaí e Figueirense têm três pendurados cada em rodada pré-clássico pela Série B

Destaques do NSC Total