Ao longo de todas as edições do Big Brother Brasil, a casa já passou por diversos tipos de divisões orientadas pela comida. A partir do BBB 20, o reality criou os grupos “VIP” e “Xepa”. Além disso, trouxe novamente o “Tá com Nada”, como uma herança do BBB 15, quando a produção divida a casa em “Tá com Nada” e “Tá com Tudo”. A diferença é que, no BBB 24, a categoria é utilizada como punição. Continue a leitura para saber o que os participante podem fazer para levar a casa ao “Tá com Nada”, sua origem e relembre momentos que a casa passou por essa punição.

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do Hora no Google Notícias

Veja quais punições levam ao “Tá com Nada”

Apesar do termo existir desde o BBB 15, só a partir do BBB 19 é que o “Tá com Nada” funcionou como um tipo de punição. Nessa edição do programa, se os participantes recebessem uma série de punições, a geladeira da casa era trancada e todos saiam do grupo “Tá com Tudo”.

Continua depois da publicidade

VÍDEO: Fernanda leva punição e coloca toda casa do BBB 24 no “Tá com Nada”

Já no BBB 20, o “Tá com Nada” passou a ser associado às divisões de “VIP” e “Xepa”, nova divisão de comida na casa. Enquanto o “VIP” tem as melhores comidas, a alimentação da “Xepa” é mais restrita. No “Tá com Nada”, com diz o nome, os participantes só têm acesso aos seguintes alimentos: arroz, feijão, leite, ovos, goiabada e café.

Desrespeitar a divisão de VIP e Xepa

A partir do momento que uma liderança é definida, o líder escolhe o seu grupo: o VIP. Essas pessoas vão ter acesso a uma cozinha específica e a todos alimentos ali presentes. Por consequência, todos os outros participantes vão para a “Xepa”.

A regra do jogo é clara: ninguém da “Xepa” pode comer no “VIP” ou alguma comida do quarto do líder. O inverso também é válido e a restrição inclui também água do bebedouro errado ou uso dos utensílios da cozinha do outro grupo. Ou seja, basta uma colherada de comida do grupo alheio para toda casa ir para o “Tá com Nada”.

Continua depois da publicidade

No BBB 24, alguns participantes ameaçaram comer o bolo de aniversário do Rodriguinho. Isso porque, o brother está na “Xepa” e o bolo foi feito pelo adversário Davi, que está no “VIP.

Levar repetidas punições graves

O Big Brother Brasil possui diversas regras para a funcionalidade do reality. Diversas ações dos participantes podem levar a punições leves. No BBB 24, essas punições são chamadas de “vacilos” e a casa tem um ranking do participante que vacila mais: o “Vacilômetro”.

Quando essas punições ultrapassam o limite do aceitável pela produção, a casa pode parar no “Tá com Nada”. No BBB 23, os participantes levaram diversas punições ao danificarem diversos microfones, até que a produção deu uma “bronca” em todos, zerando o número de estalecas e qualquer novo vacilo colocaria a casa no “Tá com Nada”.

Continua depois da publicidade

Acabar com o estoque de água

Outra forma do BBB entrar no “Tá com Nada” é zerar o estoque de água. Isso já aconteceu no BBB 19, quando os participantes acabaram com a água após uma festa. No dia seguinte, a casa foi acordada com as sirenes do “Tá com Nada”.

A punição também já foi utilizada como mecanismo de jogo. No BBB 22, o brother Gustavo mal chegou na casa e foi colocado no paredão por Bruna, após atender um Big Fone. Com a indicação, o participante ameaçou abrir o chuveiro e deixar a água acabar para colocar todos no “Tá com Nada”, mas não chegou a fazer isso.

Leia mais

BBB 24: Confira as redes sociais dos participantes

Saiba tudo sobre o BBB 24 em página especial

Destaques do NSC Total