A seleção brasileira teve uma atuação decepcionante nesta quinta-feira diante da Venezuela, pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2026. Jogando na Arena Pantanal, em Cuiabá, os comandados de Fernando Diniz criaram pouco, mostraram desentrosamento e permitiram uma reação venezuelana nos últimos minutos. Gabriel Magalhães, de cabeça, colocou o Brasil em vantagem, mas Bello anotou um golaço e impôs o empate por 1 a 1.

Continua depois da publicidade

Leia mais notícias do Esporte no NSC Total

Assim como no duelo anterior, com o Peru, a bola parada teve o potencial de decidir o resultado em favor do Brasil, mas dessa vez a falta de eficácia e a defesa dispersa fizeram com que a seleção saísse de campo com um tropeço diante de uma das equipes mais fracas destas Eliminatórias.

É o primeiro resultado diferente de vitória da seleção sob o comando do técnico Fernando Diniz. O resultado faz o Brasil perder a liderança da competição para a Argentina, única com 100% de aproveitamento. Neymar se esforçou para levar cartão amarelo em mais uma atuação fraca e em total descompasso com Vinicius Júnior, outro craque que pouco mostrou em campo.

A seleção brasileira volta a jogar na terça-feira, às 21h, diante do Uruguai, no Estádio Centenário de Montevidéu, pela quarta rodada das Eliminatórias Sul-Americanas. Já a Venezuela entra em campo mais cedo, às 18h, para medir forças com o Chile, no Monumental de Maturín.

Continua depois da publicidade

Conheça o Amazonas, adversário do Brusque na final da Série C

Baier assume erro em derrota do Figueirense para o Inter de Lages

FOTOS: Relembre as principais conquistas do Brusque em 36 anos

Destaques do NSC Total