A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) se posicionou, nesta segunda-feira (9), sobre o uso da camisa da seleção brasileira por bolsonaristas que invadiram o Congresso Nacional, o Palácio do Planalto, o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Senado neste domingo (8).

Continua depois da publicidade

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Em publicação feita nas redes sociais, a entidade afirmou que a camisa é um “símbolo da alegria” e repudiou o uso em atos “atos antidemocráticos e de vandalismo”.

A camisa da Seleção Brasileira é um símbolo da alegria do nosso povo. É para torcer, vibrar e amar o país.

A CBF é uma entidade apartidária e democrática. Estimulamos que a camisa seja usada para unir e não para separar os brasileiros. A entidade repudia veementemente que a nossa camisa seja usada em atos antidemocráticos e de vandalismo“, escreveu a CBF.

Continua depois da publicidade

FOTOS: Obras e móveis históricos são destruídos durante invasão em Brasília

O Ministério da Justiça criou um canal de denúncias para tentar identificar os bolsonaristas radicais que participaram da invasão e depredação dos prédios dos Três Poderes, na capital federal.

Leia também

Golpistas levaram documentos e HDs do Planalto, diz Ministro da Secom

“Capitólio brasileiro” precisa de punição exemplar após invasão criminosa

Destaques do NSC Total