nsc
    dc

    Fora dos planos

    Chapecoense anuncia dispensa de Martinuccio

    Diretor Rui Costa explicou que medida foi para privilegiar o coletivo

    02/03/2017 - 14h48 - Atualizada em: 02/03/2017 - 15h18

    Compartilhe

    Por Redação NSC
    (Foto: )

    O meia argentino Alejandro Martinuccio não é mais jogador da Chapecoense. O diretor-executivo Rui Costa confirmou a saída em entrevista coletiva, no Centro de Treinamento do Clube, na tarde desta quinta-feira.

    - Foi uma decisão do clube por uma série de questões - afirmou o diretor.

    O diretor não quis comentar detalhes mas o clima do jogador em relação à direção e comissão técnica não era bom. Sua última partida pelo clube foi no empate por 1 a 1 contra o Figueirense, no dia 19 de fevereiro, na Arena Condá, quando entrou no segundo tempo.

    Depois disso ele não jogou e nem vinha sendo relacionado. Na noite de quarta-feira, enquanto o time enfrentava o Atlético-MG, pela Primeira Liga, Martinuccio expressou sua insatisfação nas redes sociais.

    "Para tirar dúvidas e malas (sic) falas sobre mim. Estou 100%, não estou machucado. São escolhas destas grandes mudanças e tenho que respeitar", publicou o jogador, em sua conta no twitter.

    Ele também rechaçou que estivesse sem vontade.

    As publicações podem ter sido decisivas no desligamento.

    - Dizer que a situação de ontem não teve um peso, teve, estamos sendo cuidadosos com o coletivo, não podemos ter protagonismo individual - destacou Rui Costa.

    Nesta sexta-feira novamente o jogador fez uma postagem no instagram, com uma foto do ex-presidente Sandro Pallaoro, do vice-de futebol Mauro Stumpf e do diretor de futebol Cadu Gaúcho, vítimas do acidente aéreo da Lamia: "Hoje termina um ciclo para mim e não quero me despedir sem agradecer esses três caras...."

    Há um ano o jogador foi anunciado como reforço da Chapecoense, ainda necessitado de recuperação de uma cirurgia no joelho. Ele não há um ano e meio mas o clube apostou na sua recuperação.

    Na Chapecoense ele fez apenas 14 jogos e marcou o gol da vitória por 1 a 0 diante do Internacional no ano passado, na Arena Condá.

    Voltou a sentir lesão e por isso não viajou com o a delegação vítima do acidente aéreo na Colômbia.

    Rui Costa lembrou que, na sua chegada na Chapecoense, o primeiro jogador com quem conversou foi o argentino. Ele lamentou que nem sempre os planos ocorrem como planejado e disse que respeita o jogador.

    Leia mais:

    Rossi, com varicela, pode ficar fora da estreia na Libertadores

    Viúvas homenageiam jogadores três meses depois do acidente

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Esportes

    Colunistas