nsc
    dc

    Estadual

    Com lances polêmicos, Criciúma e Marcílio Dias empatam pelo Catarinense 2020

    Marinheiro abriu o placar no fim do primeiro tempo, mas o Tigre buscou o empate e garantiu mais um ponto na tabela

    02/02/2020 - 16h59 - Atualizada em: 03/02/2020 - 15h49

    Compartilhe

    Luiza
    Por Luiza Morfim
    Criciúma e Marcílio Dias empatam em 1 a 1 no Heriberto Hülse
    Criciúma e Marcílio Dias empatam em 1 a 1 no Heriberto Hülse
    (Foto: )

    Criciúma e Marcílio dias empataram em 1 a 1 em partida válida pela quarta rodada do Catarinense na tarde deste domingo. A partida ficou divida entre o Marinheiro dominando o primeiro tempo e o Tigre criando mais na segunda metade. O gol do Marcílio Dias saiu numa cobrança de pênalti no finzinho do primeiro tempo. Já o do Criciúma veio após um lance polêmico aos 19 minutos da segunda etapa, isso porque o pênalti não marcado para o Criciúma foi um lance similar ao que causou o gol do Marinheiro. Enquanto o Tigre comemorou o resultado dentro de casa, o Marinheiro viu os três pontos escaparem e mais uma vez não conseguiu vencer fora de casa.

    Sem vencer há dois jogos, o Criciúma chegou para a partida pressionado pela má campanha que apresentou nas primeiras rodadas do campeonato, tanto que a escalação do técnico Roberto Cavalo foi bem diferente da escolhida no último jogo contra o Tubarão, que terminou empatado. Praticamente metade dos jogadores escalados para a partida não foram os titulares do jogo do meio da semana passada. Já o Marcílio Dias chegou com mais tranquilidade e equilíbrio. O Marinheiro começou a partida ocupando a quarta colocação da tabela após ter ganhado dois jogos neste começo do estadual.

    Pela quinta rodada do Catarinense, o Criciúma vai enfrentar o Avaí, no Estádio da Ressacada, no próximo domingo, às 16h. No mesmo dia, mas às 17h, o Marcílio Dias recebe a Chapecoense em casa.

    Criciúma e Marcílio Dias empatam em 1 a 1 no Heriberto Hülse
    Criciúma e Marcílio Dias empatam em 1 a 1 no Heriberto Hülse
    (Foto: )

    O jogo

    O primeiro tempo começou com poucas oportunidades e o Marcílio Dias dominando a posse de bola. As chegadas do Marinheiro paravam com a atuação de Rodrigo Milanez, e apesar de ser mais incisivo, nem Marcílio, nem Criciúma tiveram claras chances de gols nos primeiros 15 minutos.

    Na segunda metade do primeiro tempo é que o Tigre começou a criar mais, mas sem conseguir finalizar. Aos 36 minutos ganhou uma cobrança de falta na entrada da área, mas Carlos César chutou para a linha de fundo.

    Aos 45 minutos da primeira etapa teve o primeiro lance polêmico, em um ataque do Marcílio Dias, Diego Silva cruzou para dentro da área e Foguinho tentou tirar com um carrinho, mas a bola acertou o braço do jogador. O árbitro marcou pênalti para o time visitante. Roberto Pítio cobrou no canto direito e marcou para o Marinheiro abrir o placar.

    Na volta do intervalo as orientações do técnico Roberto Cavalo pareceram fazer efeito no Tigre, que nos primeiros dois minutos conseguiu chegar na área e assustou o goleiro Belliato. E assim tivemos o segundo tempo com um Criciúma mais atento e com mais chances de buscar o empate.

    Mas apesar da pressão inicial do Criciúma, e de ter aumentado a posse de bola, o Marcílio ainda teve o controle do jogo. Até que aos 19 minutos do segundo tempo outro lance polêmico mudou o placar da partida.

    Carlos César dominou dentro da área e cruzou, mas a bola tocou no rosto do jogador Anderson Ligeiro e depois no braço de Paulinho. Apesar das reclamações da torcida e dos jogadores do Tigre, o árbitro não marcou pênalti. O lance seguiu e em seguida o Criciúma sofreu falta. Na cobrança, Carlos César cruzou para a área e Andrew mandou de cabeça para a rede e empatou a partida.

    O segundo tempo ficou marcado por um Criciúma que criou mais, e um Marcílio Dias que tentava se reorganizar e voltar a dominar a partida.

    Criciúma x Marcílio Dias

    CRICIÚMA

    4-4-2 Paulo Gianezini; Carlos César (Victor Guilherme), Rodrigo Milanez, Fábio, Wellington, Eduardo, Foguinho, Léo Ceará, Eduardo Melo (Taylon), Jajá (João Carlos) e Andrew. Técnico: Roberto Cavalo.

    MARCÍLIO DIAS

    4-3-3 Belliato; Rodrigo Ferreira, Wallace, Magrão, Paulinho, Daniel Pereira, Diego Silva (Jonathas), Nathan, Anderson Ligeiro, Medina e Roberto Pítio (Juan Palacios). Técnico: Moisés Egert.

    CARTÕES AMARELOS: Léo Ceará (C), Fabão (C), Diego Silva (M), Wallace (M), Andrew (C), Rodrigo Ferreira (M).

    CARTÃO VERMELHO: Eduardo (C)

    ARBITRAGEM: Gustavo Ervino Bauermann auxiliado por Clair Dapper e Valdoir Caldatto.

    BORDERÔ: 1.886 torcedores, para renda de R$ 25.870,00

    LOCAL: Heriberto Hülse, em Criciúma.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Esportes

    Colunistas