nsc
    an

    Mobilização 

    Coronavírus em Joinville: empresas de transporte de turismo cobram ajuda do Estado

    Paradas desde o início do isolamento, empresas realizam manifestação nesta terça-feira (5)

    04/05/2020 - 17h20 - Atualizada em: 04/05/2020 - 19h47

    Compartilhe

    Hassan
    Por Hassan Farias
    Atividades estão paradas devido ao decreto de isolamento social
    Atividades estão paradas devido ao decreto de isolamento social
    (Foto: )

    Empresas de transporte de turismo vão se reunir nesta terça-feira (5) para realizar uma manifestação nos fundos do Centreventos Cau Hansen, em Joinville. A mobilização está marcada para 16h30 com o intuito de cobrar ajuda do governo do Estado para a atividade de vans e ônibus em Santa Catarina, que estão paradas devido ao decreto de isolamento social por causa da pandemia do coronavírus.

    > Em site especial, saiba tudo sobre coronavírus

    Segundo vídeo compartilhado pela organização, as empresas exigem uma solução do governador Carlos Moisés da Silva. Elas afirmam que farão um ato totalmente pacífico e aguardarão uma solução. Caso não haja uma resposta por parte do Estado, as empresas garantem que vão a Florianópolis reivindicar os direitos, já que pagam impostos e ajudam a economia de Santa Catarina.

    Cooperada da Cootrej – Fretamento, Viagens e Turismo de Joinville, Jovita Mendes explica que todas as vans e ônibus que trabalham com turismo estão com viagens canceladas desde o início do isolamento. Ela trabalha, principalmente, com o transporte de idosos e não tem previsão de retorno das atividades.

    - O pessoal do turismo está todo parado. Temos a manutenção que é muito cara, muitos têm a van financiada. Eu sei que é uma situação mundial, mas queremos que olhem para nós de alguma forma – explica.

    Jovita explica que alguns conseguiram trabalhos temporários com fretamento para supermercados, por exemplo, mas a maioria está parada sem viagens. Eles não podem nem trabalhar em outros estados porque o isolamento os proíbe sair do município.

    - Não sei de que forma podem nos ajudar, mas é preciso ser feito algo. Muitos eventos grandes já foram cancelados (ou estão indefinidos), como a Oktoberfest e a Festa do Pinhão. O ano já acabou para nós, então o que vamos fazer? – questiona Jovita.

    Segundo o decreto estadual, estão “proibidos a circulação e o ingresso, no território estadual, de veículos de transporte coletivo de passageiros, interestadual ou internacional, público ou privado, e de veículos de fretamento para transporte de pessoas.”

    O que diz o Estado:

    Em nota, o Estado reforçou que as atividades estão proibidas por decreto, mas que ações para diminuir os prejuízos do turismo estão sendo tomadas. Veja na íntegra:

    "No momento, conforme o decreto que está em vigor em Santa Catarina, os transportes públicos seguem proibidos de retomarem as atividades. Desta maneira, consequentemente, os transportes que envolvem atividades de turismo também continuam suspensos. A Santur integra o Grupo Estadual de Ações Coordenadas (Grac) e está com uma equipe, composta inclusive do presidente do Conselho Estadual de Turismo (CET), diariamente na Defesa Civil, em Florianópolis, cooperando e trabalhando de forma conjunta para buscar as ações para diminuir os prejuízos do Turismo.

    Diante disso, todas as demandas encaminhadas pelo trade turístico (empresários, empresas e etc) são discutidas e analisadas - inclusive aquelas relacionadas ao transporte turístico. Assim foi feito em relação aos hotéis, pousadas, restaurantes, bares e afins. As necessidades foram levantadas, analisadas pelo Grac e, a partir disso, com regramentos, as atividades foram retomadas de forma parcial.

    Em relação aos prazos, a Santur trabalha juntamente com as definições que partem do Grac. Quando houver um entendimento de que há segurança para a população, em qualquer atividade, seja ela turística ou não, as atividades serão retomadas com todos os cuidados necessários.

    Atualmente, existem recursos emergenciais para empresas e empresários no âmbito estadual e também federal. Em Santa Catarina foi colocado à disposição a linha de crédito emergencial junto ao Badesc, também disponível para empresas do segmento turístico. Na esfera federal, há o Fungetur, o Fundo Geral do Turismo, do Ministério do Turismo que, neste momento de combate a Covid-19, facilitou os acessos para micro e pequenos empresários vinculados ao turismo."

    Leia as últimas notícias de Joinville e região.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas