Nos últimos dias, cientistas têm alertado sobre uma temida explosão solar que pode derrubar o sinal de internet e outros meio de comunicação. Estudos apontam que isso pode ocorrer em breve. Mas afinal, como isso nos afeta na prática? E será que estamos realmente em perigo? Continue a leitura para saber tudo sobre a explosão solar.

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do Hora no Google Notícias

Veja como é uma explosão solar

O que é uma tempestade solar? 

De acordo com a Adminisração Ocêanica e Atmosférica dos Estados Unidos (NOAA), em uma tempestade solar acontece uma explosão magnética de larga escala. Geralmente, isso ejeta uma massa do sol, ejeção essa que é captada pelos equipamentos, e libera ondas eletromagnéticas, que saem em alta velocidade pelo universo.

Desse modo, esse magnetismo pode chegar à Terra, e quando entram na atmosfera, pelos pólos do planeta, podem interferir no campo eletromagnético. E é aí que está o risco para a internet e as telecomunicações. 

Continua depois da publicidade

Tempestade Solar em 2024

Recentemente, esse assunto veio à tona pois quem monitora a situação tem notado um aumento significativo da atividade solar. Segundo Mark Miesch, integrante da MOAA, o sol está em seu período mais ativo desde 2003.

E já tivemos uma prova disso nos últimos meses. Tendo em vista que a Aurora Boreal, que é fruto da entrada desses campos magnéticos, apareceu até no estado do Arizona, nos Estados Unidos, algo que é bastante raro. Portanto, teremos aparições de belas luzes no céu noturno de muitos lugares do mundo.

Explosão Solar é realmente perigosa?

Naturalmente, a notícia de um aumento das explosões solares assusta. Principalmente depois do alerta do professor Peter Becker, da Universidade George Mason,  que declarou isso como “O apocalipse da Internet”. E o cenário traçado por Peter não é impossível de acontecer.

Isso porque a entrada das ondas magnéticas de forma muito intensa mudaria completamente o campo magnético da Terra e afetaria diretamente a conexão de internet em todo o planeta. Dada a dependência que temos dela no cotidiano, desde GPS até o sistema bancário, realmente seria um cenário catastrófico.

Continua depois da publicidade

Porém, outros cientistas descartam essa preocupação. Segundo o site da revista científica Scientific American, vários pesquisadores observam esse cenário sendo bastante improvável. 

A explicação estaria na atividade solar que tem um ciclo de 11 anos de mínima e máxima atividade. E a última vez que aconteceu uma explosão, que realmente nos colocaria neste nível de caos, foi há quase 200 anos atrás, mais precisamente em 1859.

Além disso, o pesquisador Sean Elvidge, da Universidade de Birmingham na Inglaterra, aponta que essa tempestade não afetaria dispositivos de uso doméstico. O efeito das ondas magnéticas pode atingir transformadores desprotegidos nas redes elétricas, mas só em casos de cabos bastante longos. 

— Então, não vemos isso na sua casa, sua casa não é um problema para isso — Enfatizou Elvidge para a Scientific American.

Continua depois da publicidade

Leia também

4 benefícios da tecnologia para o aprendizado

Como está elenco de Stranger Things, quase 10 anos depois da estreia

50 coisas para fazer pelo menos uma vez na vida, segundo o ChatGPT

Destaques do NSC Total