nsc
nsc

Como Lidar?

Falando de Sexo: mau hálito pode acabar com a intimidade do casal

Colunistas Lúcia Pesca e Andréa Alves tiram dúvidas de leitores

17/09/2018 - 12h21

Compartilhe

Por Redação NSC

*Estou namorando um cara querido e gato. Só que, por azar, ele tem um hálito terrível. Se já é ruim quando falamos de perto, imaginem quando nos beijamos! Está complicado demais! Não sei o que fazer. Não quero magoá-lo.

(Foto: )

É, amiga, o mau hálito pode prejudicar a vida íntima de um casal. Ouvimos relatos de pacientes que, assim como você, não se sentem à vontade para beijar o parceiro, não conversam de perto, e têm consciência de que este problema está afetando, diretamente, a vida íntima do casal.

O que nos surpreende é que, na maioria das vezes, a pessoa fica sem coragem de falar para o outro que o seu hálito está alterando a intimidade, pois acha que isto o magoaria.

A atitude correta é conversar sobre o problema. Lembre-se de que, numa relação a dois, o parceiro tem um papel fundamental na recuperação da segurança e da autoestima do outro. O receio de magoá-lo existe devido à crença de que mau hálito é sinônimo de falta de higiene bucal.

Sinais de alerta

Fique atento a alguns sinais que podem indicar o famigerado mau hálito.

— Gosto e cheiro ruim na boca ou na saliva.

— Muito muco nasal

— Sensação de secura na boca

— Sangramento na gengiva.

Prováveis causas

— Ingestão exagerada de bebidas alcoólicas.

— Não beber água.

— Não usar fio dental com frequência.

— Respirar pela boca

— Ficar muito tempo sem comer.

— Fumar.

Leia todas as colunas do Falando de Sexo

Leia mais notícias da Hora de SC

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Cotidiano

Colunistas