O novo diretor executivo de futebol do Figueirense, Marco Aurélio Cunha, e o CEO do Alvinegro, Enrico Ambrogini, participaram com exclusividade do Debate Diário, da CBN Floripa. Na ocasião, o gestor detalhou o que espera da equipe do Furacão do Estreito em 2024.

Leia mais notícias do Esporte no NSC Total

Clique aqui para entrar na comunidade do NSC Total Esporte no WhatsApp

Figueirense com salários em dia e sem promessas no futebol é realista e pés no chão

Com o discurso de não criar expectativa e prometer acessos e títulos no Figueirense de imediato, Marco Aurélio Cunha revelou que conversou com o técnico João Burse para definir os contratados para o Alvinegro.

Continua depois da publicidade

— Eu prometo formar uma equipe, juntamente com o João Burse, competitiva, que corre. Meu time tem que correr, ser intenso e físico. Junto com algumas peças que façam a diferença técnica e que colaborem no ofensivo e defensivo. Uma equipe que preencha o campo e saiba atacar, além de ter um plano tático bem definido e com variáveis táticas — detalhou o diretor executivo de futebol do Alvinegro.

Escolha do técnico e contratações para o Figueirense

Questionado durante o Debate Diário, Marco Aurélio confirmou que a contratação do atual técnico já foi fruto do seu trabalho. Além disso, diversas entrevistas aconteceram antes da confirmação do novo comandante do Figueirense.

— Eu que contratei [o técnico]. Nós tivemos uma série de nomes, entrevistas e tive a melhor expectativa com ele. Trocamos muitas ideias de jogo e também de Figueirense. Eu acompanhei a Série C, mas não com muita frequência como o Burse, que tem o conhecimento de quem pode ajudar — complementou.

Continua depois da publicidade

Marco Aurélio Cunha confirmou durante a sua apresentação que 10 jogadores já estão acertados com o clube. Conforme apuração do NSC Total, sete já realizaram os exames médicos necessários para assinar com o Figueirense.

Apesar de não revelar nomes, o diretor executivo de futebol confirmou que conversará com o meio-campo Rodrigo Bassani para um retorno ao estádio Orlando Scarpelli.

— Vamos conversar. Ele [Rodrigo Bassani] está em Florianópolis e vamos tentar fazer com que ele permaneça. É um meia de qualidade e que vamos tentar — revelou Marco Aurélio Cunha durante o Debate Diário.

CEO conta motivo da escolha pelo Figueirense

Além do executivo de futebol, o CEO Enrico Ambrogini também participou do programa da CBN Floripa na tarde desta sexta-feira (8). Assim como trouxe o colunista do NSC Total, Rodrigo Faraco, ele era considerado o “homem de confiança do Ronaldo”, que é dono da SAF do Cruzeiro, sendo o seu antigo clube, e contou a motivação da troca.

Continua depois da publicidade

— Eu sou um cara de recuperação. A marca Figueirense é um desafio e o clube não merece ficar onde está. Eu vi condições para isso [recuperação] e é um clube com um bom centro de treinamento, estádio e uma torcida que apoia — contou o CEO do Alvinegro.

Durante a sua apresentação, Enrico Ambrogini afirmou que os dias de salário atrasado acabaram. Para isso, será necessário usar parte da renda que entrará através da parceria da Clave e também confirmou que o pagamento das dívidas é outro ponto de foco da gestão, além da formação de mais receitas.

— O nosso primeiro passo é pagar o que precisa ser pago com o que temos garantido. O meu trabalho é gerar mais receitas. Colocando a casa em ordem, precisamos buscar parcerias que também queiram o Figueirense e abraçar. O clube é uma oportunidade de negócio. O Figueirense tem um potencial enorme de gerar receitas — concluiu Enrico Ambrogini.

Ouça o Debate Diário

Confira fotos da apresentação do novo CEO e do executivo de futebol do Figueirense

Continua depois da publicidade

Assista também

Destaques do NSC Total