nsc
    nsc

    Atropelamento no Réveillon 

    Motoclubes de seis estados fazem evento beneficente para vítima de acidente com Camaro nos Ingleses

    Nilandres Lodi perdeu as duas pernas na noite do Réveillon e não recebeu nenhum tipo de indenização

    19/09/2017 - 12h54 - Atualizada em: 19/09/2017 - 12h59

    Compartilhe

    Por Redação NSC
    (Foto: )

    Apesar da praia do Nilandres Lodi ser o som automotivo, membros de diversos motoclubes do Brasil se solidarizaram e estão unidos para ajudar o homem que perdeu as duas pernas após ser atropelado por um Camaro na madrugada de Réveillon nos Ingleses, norte de Florianópolis, onde morava. Neste sábado de manhã (23), será realizado na Vargem Pequena um evento beneficente chamado 1º Encontrão Solidário.

    O empresário ainda não recebeu nenhum tipo de auxílio ou indenização e, com o dinheiro arrecadado, o objetivo é ajudá-lo na compra de uma prótese e no tratamento do filho mais novo, que tem necessidades especiais. O evento acontece um dia depois da audiência com o Jeferson Bueno, motorista do Camaro.

    Será no Bar & Moto Concept Bar a partir das 10h. Haverá apresentações de sete bandas locais, food trucks, lojas itinerantes, participação de motoclubes de Santa Catarina, além de SP, PR, DF, RS e RJ. O valor do ingresso é R$ 10 com almoço incluído. Segundo Airton Dias, presidente do Motoclube Piratas do Norte, são mais de 30 motoclubes confirmados.

    — Esse é o bonito do motociclismo. A gente não ajuda só quem é é da irmandade, a gente ajuda quem precisa. Nós estávamos numa reunião de motoclubes do norte da Ilha e o presidente do Lobos do Norte deu a ideia. Vimos que ele estava necessitando de fato.

    Nilandres estará presente no dia do evento, quando irá receber o montante arrecadado em mãos. A expectativa é que em torno de 800 a mil pessoas participem.

    Relembre o acidente

    Jeferson Bueno atropelou Cristiane Flores, 31 anos, que morreu no local, o esposo dela, Nilandres Lodi, 36 anos, que teve as duas pernas amputadas, e Gean Mattos, 22 anos. Ele fugiu do local logo após o choque. O motorista conduzia um Camaro com placas de Sapiranga (RS), onde mora. O gaúcho ficou quase seis meses foragido e no final de maio se entregou à Justiça, mas foi liberado em seguida para responder ao processo em liberdade. Jeferson Rodrigo de Souza Bueno, 29 anos, denunciado por atropelar três pessoas

    (Foto: )

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Polícia

    Colunistas