nsc
nsc

Com um ano de atraso

Obras em Ganchos do Meio, em Gov. Celso Ramos, devem ficar prontas em fevereiro

De acordo com a prefeitura, serviço chegou a ficar parado por demora no repasse de recursos do Governo do Estado

17/11/2018 - 03h49

Compartilhe

Por Redação NSC
(Foto: )

Há mais de um ano moradores e pescadores da Praia Ganchos do Meio, em Governador Celso Ramos, na Grande Florianópolis, acompanham as obras de revitalização da orla, que inclui a construção de um trapiche e deck de madeira em sua extensão. O serviço deveria ter sido entregue em janeiro deste ano, mas a falta de repasse de verba por parte do Governo do Estado deve atrasar a conclusão, que está prevista para fevereiro de 2019.

Leia também: Governador Celso Ramos deve cobrar pedágio ambiental a partir de fevereiro

Além do atraso, pescadores que trabalham em Ganchos criticam alguns pontos da obra. Seu Ademir Miranda, 76 anos, diz que o deck e o trapiche não têm acesso para a praia e para os barcos e isso prejudica os trabalhadores.

— Antes isso aqui era usado pelos pescadores, mas agora fizeram tudo de madeira e não dá para encostar um barco sequer. Não tem uma escada para você descer (na praia). Isso foi feito para quê? Não podemos nem usar o trapiche — diz.

O seu Servacio Cardoso Filho, 60, que é pescador desde pequeno, reclama da falta de atenção com os pescadores por parte do poder público.

Projeto levanta dúvida de pescadores

(Foto: )

— Isso aqui foi construído para a lancha do prefeito? Porque por enquanto não funciona pra nada. Os barcos têm que ficar tudo na água, para trazer o peixe usamos bateira ou trazemos nas costas, a prefeitura não apoia o pescador — desabafa.

A obra de revitalização começou em julho de 2017 e foi orçada em R$ 1,2 milhão, sendo R$ 1 milhão provenientes do Fundo Social do Governo de Santa Catarina e contrapartida da prefeitura em R$ 235 mil. De acordo com o prefeito Juliano Duarte Campos, a obra ficou sete meses parada por falta dinheiro, pois o Estado estava em atraso com os repasses.

Com isso, a nova previsão da prefeitura é concluir os trabalhos até o final de fevereiro de 2019. Segundo Juliano, o Estado deve repassar a penúltima parcela, no valor de R$ 250 mil, até o dia 19 de novembro e a última, com o mesmo valor, no início do próximo ano.

Sobre a falta de acessos, Juliano afirma que a praia já não tinha rampas adequadas antes da obra, mas que a prefeitura deve construir pelo menos duas para as pequenas embarcações assim que a revitalização terminar.

(Foto: )

— Como o projeto não previa as rampas, quando finalizarmos as obras vamos fazer, com recurso próprio, onde o pessoal vai poder puxar as pequenas embarcações, as bateiras e onde as pessoas vão poder descer até a praia — explica.

Ainda segundo o prefeito, a obra ainda está pela metade, um dos motivos de o trapiche ainda não ter sido aberto ao público. Falta instalar a iluminação e pontas de água para os barcos no trapiche. Já o deck ainda está em fase de colocação do piso de madeira, faltando a construção de pergolados cobertos com bancos, mesas e lixeiras novas, além da iluminação. Com a obra foram criadas novas vagas de estacionamento na orla.

Leia mais notícias da Grande Florianópolis

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Cotidiano

Colunistas