Uma das bebidas mais apreciadas no mundo é o café. Em qualquer esquina encontramos e dos mais variados tipos. E uma das perguntas mais frequentes em qualquer lugar que se vai é ‘’aceita um café?’’. Além disso, a bebida pode ser uma grande aliada durante as atividades físicas, mas também é necessário ficar atento ao consumo excessivo e os efeitos.

Continua depois da publicidade

Leia mais notícias do Esporte no NSC Total

Clique aqui para entrar na comunidade do NSC Total Esporte no WhatsApp

Por que a natação é a modalidade que mais demora para ter evolução no triatlo?

Ele serve para acordar o corpo, a mente, mas também como memória afetiva. Quantos e quantos momentos temos compartilhados com as pessoas que amamos e junto, um cafezinho. Mas é preciso ter cuidado para não consumir em excesso.

Continua depois da publicidade

Benefícios do café durante as atividades físicas

De acordo com a nutricionista, Maria Eduarda Costa, a dose usual indicada de cafeína é de 3 a 6mg por quilo de cada um. Onde a quantidade máxima é usada para atividades físicas em geral e atleta. Além disso, as dosagens mais baixas são indicadas para pessoas em geral.

— Para grande maioria, há benefício em usar cafeína, principalmente no cenário esportivo. Mas lembrando que não é para todos. Cafeína ajuda a retardar a percepção de fadiga ao longo do exercício físico e melhora sensivelmente a recuperação muscular pós atividade — disse a nutricionista.

O Café é muito utilizado como pré-treino e isso requer atenção, porque nossos organismos são individuais e a intenção é ter a bebida como aliada, e não de forma prejudicial.

Cuidados com o consumo excessivo de café

— Embora a cafeína possa oferecer benefícios para o desempenho físico e mental, seu excesso pode resultar em algumas situações adversas e causar efeitos colaterais, como aumento da frequência cardíaca e pressão arterial. Pode ser um gatilho de ansiedade para aqueles que já possuem tendência. Assim como conexões com distúrbios do sono, além de causar desconforto gastrointestinal como azia, náuseas e soltar o intestino — afirmou a nutricionista.

Continua depois da publicidade

E caso seja consumido com frequência alta, pode causar tolerância, fazendo com que a ingestão da bebida seja sempre maior para conseguir alcançar os benefícios do café.

— Se você vem consumindo cafeína e tem sentido mais efeitos colaterais do que benefícios, certamente seus receptores estão saturados e você se beneficiaria ficando um tempo sem cafeína — explica Maria Eduarda.

Já deu para perceber que o café pode ajudar ou atrapalhar, dependendo do nível do consumo. Você pode continuar consumindo o famoso cafezinho, mas é importante estar atento aos sinais do corpo.

Não deixe de buscar um profissional que saiba sobre o assunto e que entenda das demandas de cada paciente, visando sempre tirar o melhor de cada um.

Continua depois da publicidade

Assista também

Destaques do NSC Total