Já passou mais de um mês desde o acidente da triatleta Luisa Baptista. No dia 23 de dezembro a notícia sobre o atropelamento da campeã nos Jogos Pan-Americano de Lima, no Peru, em 2019, chocou o país.

Continua depois da publicidade

Leia mais notícias do Esporte no NSC Total

Clique aqui para entrar na comunidade do NSC Total Esporte no WhatsApp

Quais os benefícios do café durante as atividades físicas

O fato aconteceu em uma estrada entre os distritos de São Carlos, no interior de São Paulo, quando Luisa realizava um treino de ciclismo e foi atropelada por um motociclista. Ela ainda continua internada em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital das Clínicas-USP (HC), a evolução da triatleta acontece dia após dia e seguimos na torcida pela recuperação dela, o mais rápido possível.

Continua depois da publicidade

Mas queria trazer uma reflexão sobre este infeliz fato. O tempo está passando, a impunidade segue e a insegurança de nós que pedalamos aumenta. São inúmeros relatos de ciclistas e triatletas, amadores e profissionais, que quando saem às ruas para treinar vivem momentos de tensão. 

No Código Brasileiro de Trânsito (CBT), temos acesso aos artigos com direitos e deveres previstos em lei para que o trânsito flua, exista respeito e cuidado com ciclistas. O básico, no artigo 201, é manter a distância lateral de 1 metro e 50 centímetros.

Outro ponto é reduzir a velocidade do veículo ao ultrapassar um ciclista. Não ameaçar pedestres, não fechar ciclistas na via e por aí adiante. A bicicleta é um veículo de transporte e pode estar na via, andando no sentido correto.

Continua depois da publicidade

Mas por que é tão difícil respeitar o ciclista?

Desafio você, se nunca pedalou, a perguntar para qualquer ciclista sobre as experiências nas vias, aposto que as histórias podem se repetir. Fechadas em vias, buzinas e ameaças de carros e motos. E digo mais, não é porque existem ciclovias que a segurança está garantida. Quantos e quantos carros ou motos já vimos por aí parados nestes espaços ou cortando caminho por elas?

O grande ponto é entender que é uma vida que está ali, pedalando, em situação, muitas vezes, vulnerável. E podemos estar com equipamentos de segurança e cuidando ao máximo, mas se não existir o respeito e o pensar no próximo, infelizmente, ainda iremos ler e ouvir sobre acidentes.

Assista também

Publicidade

Além de muita informação relevante, o NSC Total e os outros veículos líderes de audiência da NSC são uma excelente ferramenta de comunicação para as marcas que querem crescer e conquistar mais clientes. Acompanhe as novidades e saiba como alavancar as suas vendas em Negócios SC

Destaques do NSC Total