nsc
    nsc

    Exemplo 

    Sustentabilidade: creche de Florianópolis reduz impressão de papel, planta árvores e cultiva horta

    Localizada no Campeche, o objetivo da Irmã Scheilla é praticar ações que preservem o meio ambiente 

    18/10/2017 - 09h40

    Compartilhe

    Por Redação NSC
    Crianças do Campeche criam a hortinha da escola
    Crianças do Campeche criam a hortinha da escola
    (Foto: )

    A preservação ambiental e o contato com a natureza estão sendo levados a sério na Creche Municipal de Florianópolis Irmã Scheilla, situada no Campeche, em Florianópolis. Uma série de ações foram implantadas para deixar os pequenos cada vez mais próximos de uma vida mais saudável.

    Bilhetes, ofícios para os pais ou responsáveis, convites e enquetes são preferencialmente enviados por WhatsApp, Messenger e SMS (torpedos) para reduzir ao máximo o uso de papel. Basicamente, somente comunicados que envolvam dispensa de atendimento de crianças são impressos.

    Além disso, a cada cinco mil impressões de folhas, a criançada da creche vai até o quintal para plantar uma árvore frutífera. O pessoal já está cultivando dois pés de ingá. Dentro deste espírito ecológico, em breve, dois pés de graviola também serão plantados.

    Já as impressões que saíram com alguma falha, não vão para o lixo: viram dobraduras ou são utilizadas para desenhos e pinturas da criançada.

    Horta escolar

    A creche conta com um espaço de quase 400 metros quadrados para plantação. Há cana-de-açúcar, folhas verdes, frutas, ervas e temperos. O que é colhido é aproveitado pelas cozinheiras no almoço, jantar ou lanches das 150 crianças que frequentam a creche.

    (Foto: )

    Para tratar a terra, há um espaço de compostagem, que é a prática da reciclagem de matéria orgânica - a exemplo de cascas e restos de frutas, verduras e plantas - que serve para a formação de fertilizante, que por sua vez enriquece o solo. A horta também conta com um minhocário, com minhocas californianas, que possuem maior capacidade de adaptação às condições de cativeiro e à alta produção de adubo.

    A ideia do diretor da creche, Diego Alessandro Kair, é que a horta seja mantida durante todo ano. Um plano está sendo montado, para que ocorram mutirões com as famílias e voluntários, no sentido de cuidar do espaço durante os dois recessos escolares, em janeiro, fevereiro e em parte de julho.

    Leia todas as notícias de Educação na Hora de Santa Catarina

    Veja as últimas notícias sobre a Grande Florianópolis

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas