Parte do Brasil pode acompanhar o Eclipse Solar Anular que ocorre neste sábado (14). O fenômeno astronômico, chamado de Eclipse do Anel de Fogo, é um dos mais aguardados do ano no país. Ele acontece quando o Sol, a Lua e a Terra estão alinhados. O espetáculo celestial pode ser observado no Brasil, especialmente nas regiões Norte e Nordeste. O eclipse solar em Santa Catarina pode ser observado, mas não em sua plenitude. Em Florianópolis, a cobertura do Sol será de 24,63%.

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do NSC Total pelo Google Notícias

O canal SpaceToday no YouTube, comandado por Sérgio Sacani, preparou uma série de eventos por conta do fenômeno, com transmissão ao vivo do Eclipse Solar direto da cidade de João Pessoa, na Paraíba. Sobre o horário do fenômeno: ele ocorre das 15h52min às 16h48min. A Nasa também transmite o eclipse ao vivo.

Eclipse Solar Anular ao vivo

Transmissão da Nasa

Transmissão do SpaceToday

Onde o Eclipse Solar Anular pode ser observado

Os eclipses solares anulares são eventos relativamente raros, ocorrendo apenas algumas vezes por ano em diferentes partes do mundo. É importante observar que a visibilidade de um eclipse anular depende da localização geográfica. Portanto, os entusiastas de eclipses solares muitas vezes precisam viajar para uma região específica para testemunhar esse fenômeno. Neste dia 14 de outubro, por exemplo, o Eclipse do Anel de Fogo poderá ser observado em sua plenitude nas regiões Norte e Nordeste do país.

Com base no serviço do “Time and Date”, o site GaúchaZH preparou uma tabela que mostra os percentuais nas capitais pelo Brasil onde o Eclipse Solar Anular poderá ser observado neste sábado (14). Em Natal, por exemplo, haverá 88,52% de cobertura do Sol. Já em Florianópolis, a cobertura do Sol não chegará a fazer o famoso “Anel de Fogo, já que a cobertura do Sol ficará em 24,63%.

Continua depois da publicidade

CAPITALESTADOCOBERTURA DO SOL
NatalRN88,52%
João PessoaPB88,50%
ManausAM88,32%
TeresinaPI87,38%
RecifePE87,19%
FortalezaCE83,65%
MaceióAL82,50%
PalmasTO82,31%
São LuisMA79,50%
AracajúSE78,66%
Porto VelhoRO78,61%
BelémPA76,76%
MacapáAP73,02%
Boa VistaRR71,99%
SalvadorBA71,93%
Rio BrancoAC70,22%
BrasíliaDF63,10%
CuiabáMT61,62%
GoiâniaGO59,90%
Belo HorizonteMG48,95%
VitóriaES47,18%
Campo GrandeMS45,84%
Rio de JaneiroRJ38,81%
São PauloSP37,09%
CuritibaPR31,05%
FlorianópolisSC24,63%
Porto AlegreRS17,60%
*Fonte: Time and Date.

Mapa de onde o Eclipse Solar Anular poderá ser observado

Mapa ilustra onde o Eclipse Solar Anular poderá ser observado no Brasil (Foto: IAU / Divulgação)

Veja imagens de eclipses

O que é o Eclipse Solar Anular

No vasto catálogo de maravilhas cósmicas que nosso universo oferece, os eclipses solares ocupam um lugar especial. E entre esses tipos de eclipse, o Eclipse Solar Anular se destaca como um fenômeno dos mais espetaculares para observação.

O fenômeno acontece quando temos o alinhamento entre Sol, Terra e Lua. Mas diferentemente de um eclipse solar total, em que a Lua encobre completamente o disco do Sol, o Eclipse Anular ocorre quando a Lua está mais distante da Terra em sua órbita elíptica. Isso faz com que seu tamanho aparente fique “um pouco menor” do que o do Sol, deixando um anel de luz solar visível em torno da Lua.

Esse anel de luz, conhecido como “Anel de Fogo”, é o que torna o Eclipse Solar Anular tão cativante. Enquanto a Lua passa na frente do Sol, uma fina borda luminosa permanece visível, criando um espetáculo celeste fascinante.

Continua depois da publicidade

Não olhe direto para o Eclipse do Anel de Fogo

Observar um Eclipse Solar Anular é uma experiência emocionante, mas também requer precauções para proteger a visão. Veja dicas essenciais para observar o eclipse com segurança:

  • Use óculos de observação solar: nunca olhe diretamente para o Sol, mesmo durante um eclipse. Use óculos de observação solar certificados, que bloqueiam os raios nocivos do Sol. Certifique-se de que os óculos estejam em boas condições e sem danos.
  • Telescópio com filtro solar: se você tem acesso a um telescópio, use um filtro solar apropriado para observar o eclipse. Isso proporcionará uma visão mais detalhada do “Anel de Fogo” e dos detalhes da superfície solar.
  • Acompanhe as informações de visibilidade: verifique com antecedência as informações sobre a visibilidade do eclipse em sua área. Os eclipses anulares são visíveis apenas em determinadas regiões, e é importante estar no local certo no momento certo.
  • Planeje a logística: escolha um local de observação adequado e planeje sua logística com antecedência. Certifique-se de que terá acesso a suprimentos, proteção solar e que sua localização proporcionará uma visão desobstruída do Sol.
  • Fotografe com cuidado: se você deseja fotografar o eclipse, use uma câmera equipada com um filtro solar apropriado. Certifique-se de que a exposição esteja ajustada corretamente para evitar danos à câmera e ao sensor.
  • Esteja preparado para as condições climáticas: o tempo pode ser imprevisível. Esteja preparado para mudanças nas condições climáticas e tenha um plano de contingência caso o céu esteja nublado.

Infográfico: quais são os tipos de eclipses

Eclipse solar é diferente do eclipse lunar, como mostra o infográfico (Foto: Freepik)

Leia mais

Saiba a diferença entre eclipse lunar e solar

Destaques do NSC Total