nsc
an

Saúde pública

Veja quais os bairros de Joinville com mais focos da dengue em 2019

Cidade teve aumento de 310% nos focos do mosquito Aedes aegypti, totalizando 3.305 casos

07/01/2020 - 14h09

Compartilhe

Hassan
Por Hassan Farias
Larvas do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue
Larvas do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue
(Foto: )

Joinville terminou o ano passado com 3.305 focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue. Foi um aumento de 310% em relação a 2018, quando foram registrados 807 casos em toda a cidade. Os dados são Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive-SC), divulgados nesta semana pela Prefeitura de Joinville.

Assim como o número total, os bairros da cidade também tiveram aumento no número de focos em relação ao ano anterior. Isso reforça a importância do papel da população com os cuidados para evitar a proliferação do Aedes agypti e da doença em Joinville.

Os dados mostram que o bairro com maior número de focos foi o Boa Vista, com registro de 441 focos. O número representa um aumento de 54% em relação a 2018. Em seguida, aparecem Itaum, com 286; Fátima, com 268; Bucarein, com 215; e Guanabara, com 195 focos. Apenas um dos 43 bairros da cidade não teve focos registrados: o Dona Francisca, na zona Norte.

O mosquito tem como criadouros os mais variados recipientes que possam acumular água parada. Os mais comuns são pneus sem uso, latas, garrafas, pratos dos vasos de plantas, caixas d’água descobertas, calhas, piscinas e vasos sanitários sem uso.

A fêmea do mosquito pode, também, depositar seus ovos nas paredes internas de bebedouros de animais e em ralos desativados, lajes e em plantas como as bromélias. Para quem tem a suspeita de algum foco do mosquito, basta ligar para a Ouvidoria da Prefeitura de Joinville, no telefone 156, e fazer a denúncia.

No infográfico abaixo, mostramos a lista com todos os bairros que tiveram registros de focos do mosquito em 2019, assim como a evolução dos casos nos cinco bairros que mais tiveram registros no ano passado e a porcentagem de focos por região da cidade.

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Saúde

Colunistas