nsc
dc

Coronavírus

Vídeo: moradores de SC elogiam atendimento em quarentena após retorno da China

Hui Zhang e a filha Isabela moram em Palhoça e estavam isoladas em Wuhan, no epicentro da epidemia do novo coronavírus

10/02/2020 - 10h35

Compartilhe

Lucas
Por Lucas Paraizo
Quarentena em Anápolis
Base aérea de Anápolis teve espaço preparado para receber o grupo repatriado da China
(Foto: )

Após semanas de apreensão e isolamento em Wuhan, na China, onde a epidemia do novo coronavírus transformou o local em uma cidade fantasma, o grupo de brasileiros e familiares repatriados pelo governo brasileiro passa por um período de quarentena na base aérea de Anápolis-GO. O grupo de 58 pessoas (entre os que estavam em Wuhan e também a tripulação do voo) pousou no Brasil nas primeiras horas de domingo (9) e deve ficar 18 dias no isolamento por questão de segurança, embora todos estejam bem de saúde e não tenham sintomas de contaminação pela doença.

Moradoras de Palhoça, na Grande Florianópolis, a chinesa Hui Zhang e a filha Isabela estão em um quarto individual no espaço preparado para a quarentena em Anápolis. Elas passavam férias em Wuhan e conseguiram voltar com o voo do governo brasileiro. Segundo o ilustrador Pablo Lassale, marido de Hui e pai de Isabela, as duas estão bem e elogiaram o atendimento do governo:

— Elas estão muito bem, ela [Hui] só fala elogios. A operação em si foi muito bem organizada, o resgate, a ida ao avião, as pessoas enviadas eram profissionais, todos bem protegidos com os equipamentos corretos. Foi tudo pensado nos mínimos detalhes. Elas têm atendimento psicológico, religioso, brinquedoteca, sala de tv, videogame, área aberta para tomar sol. O lugar foi muito bem escolhido. Elas adoraram a comida também, os presentes que ganharam. Estamos agradecendo muito essa parte da volta ao Brasil — disse Pablo, que está em Palhoça aguardando a família.

Veja no vídeo abaixo imagens gravadas por Hui Zhang no espaço da quarentena:

Os dois aviões da FAB com os resgatados a bordo decolaram de Wuhan, na China, no início da noite de sexta-feira (7). No trajeto para o Brasil, as aeronaves pararam para reabastecimento em Ürumqi (China), Varsóvia (Polônia), Las Palmas (Espanha), e em Fortaleza, já em território brasileiro.

O Ministério da Defesa está atualizando a situação dos repatriados diariamente. No boletim deste domingo (9) à noite, o órgão afirmou que todos passaram por avaliações clinicas e seguem sem sintomas.

Colunistas