publicidade

Navegue por
Ânderson

Rio Tavares

A uma semana da abertura, elevado do Rio Tavares está sem nome

Compartilhe

Por Ânderson Silva
15/03/2019 - 05h50 - Atualizada em: 15/03/2019 - 09h00
(Foto: Diorgenes Pandini / Diário Catarinense)

Tramitava até o final de 2018 na Assembleia Legislativa (Alesc) um projeto do deputado estadual João Amin (PP) para colocar o nome do ex-governador de SC Luiz Henrique da Silveira no futuro elevado do Rio Tavares, prometido pela prefeitura para 23 de março. A proposta teve parecer contrário da CCJ e foi arquivada com o fim da legislatura passada. Amin não pretende reapresentar o projeto.

:: Prefeito de Florianópolis está confiante de que elevado do Rio Tavares será entregue no prazo

Cultura da Ilha

Artista responsável pela pintura de Franklin Cascaes no Centro de Florianópolis, Thiago Valdi e a sua equipe ganharam autorização da prefeitura para reproduzir a imagem do poeta Cruz e Sousa bem ao lado do museu que recebeu o seu nome. Para sair do papel, o artista procura o interesse de uma instituição privada em viabilizar o projeto. O projeto para a pintura da Antonieta de Barros e Victor Meirelles também já foi apresentado e aguarda aprovação.

Rejeitado duas vezes

A Câmara de Vereadores de São José rejeitou pelo segundo ano consecutivo a concessão do título de cidadão honorário ao presidente do Observatório Social da cidade, Jaime Luiz Klein. A proposta, assim como em 2018, era do vereador Antonio Lemos (MDB). Klein é conhecido pelo trabalho no observatório, referência nacional no controle de gastos do poder público, incluindo o próprio legislativo josefense.

Evento na Udesc

A Udesc promove em 4 de abril um evento inédito para receber 20 universidades americanas, que vão conversar com estudantes universitários e de ensino médio interessados em carreiras acadêmica nos EUA. Inscrições no site: www.educationusa.org.br.

Marielle presente

O vereador Afrânio Boppré (PSOL) levou para cima da tribuna da Câmara da Capital nesta quinta-feira uma placa com o nome da vereadora Marielle Franco, assassinada há um ano no RJ. Um objeto semelhante foi quebrado por candidatos durante a eleição de 2018 ao lado do então candidato e atual governador carioca Wilson Witzel.

Deixe seu comentário:

Ânderson Silva

Ânderson Silva

Ânderson Silva

Colunista da NSC Comunicação, publica diariamente informações relevantes sobre as decisões que impactam o catarinense, sem esquecer dos bastidores dos poderes. A rotina de Florianópolis em texto e imagens também está no radar da coluna.

anderson.silva@somosnsc.com.br

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação