nsc
    nsc

    "Novo momento"

    Acomodação política de Moisés chega à Polícia Civil

    Compartilhe

    Ânderson
    Por Ânderson Silva
    17/02/2021 - 11h16
    Mudanças em cargos estratégicos da Polícia Civil ocorreram por indicação política
    Mudanças em cargos estratégicos da Polícia Civil ocorreram por indicação política (Foto: Divulgação / PCSC)

    A entrega de cargos no governo Carlos Moisés para novas alianças políticas chegou à segurança pública. Nesta terça-feira (16) foram confirmadas duas mudanças na Polícia Civil de Santa Catarina, com a troca de cargos importantes a partir da indicação do deputado estadual Maurício Eskudlardk (PL). O delegado Fernando Callfass assumiu o cargo de delegado-geral adjunto, enquanto Nilson Luis de Oliveira Cezar é o o novo direitor de Polícia do Interior.

    Bancada do MDB decide se deputado Jerry Comper aceita convite de Moisés para Defesa Civil

    Callfass chegou a ser cotado para entrar no lugar de Paulo Koerich, como delegado-geral da corporação. Mas houve reações internas, e o governador Carlos Moisés da Silva recuou. Por isso, o delegado que atuava em Xaxim será o número 2 da Polícia Civil. Ele entrou no lugar de Esther Coelho, que foi designada por Koerich para dirigir a Acadepol, responsável pelos cursos e treinamentos, em Canasvieiras, na Capital.

    O impeachment de Moisés está de volta à pauta política de SC

    A coluna apurou que, por enquanto, não foram feitos outros movimentos dentro da corporação por indicações políticas. A dupla que comandava a Polícia Civil, Koerich e Esther, foi empossada no início do governo Moisés. O delegado-geral, inclusive, foi o primeiro nome indicado pelo então governador eleito, em dezembro de 2018.

    Moisés ignora “novo momento” e faz escolha pessoal ao convidar Buligon para secretariado

    Mas, com a abertura política do governo, o cenário mudou e colocou em jogo até mesmo o cargo de Koerich. O deputado Maurício Eskudlark é delegado aposentado, mas ainda com fortes ligações dentro da corporação. Apesar da indicação dele, ainda não é possível enxergar uma entrada do PL na base governista. O movimento tende a ser isolado.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas