nsc
    nsc

    Tecnologia

    Aplicativo da PM tem botão de pânico para mulheres vítimas de violência e 190 sem ligação

    Compartilhe

    Ânderson
    Por Ânderson Silva
    21/11/2019 - 18h16
    Aplicativo PMSC Cidadão (Foto: Reprodução)
    Aplicativo PMSC Cidadão (Foto: Reprodução)

    Com lançamento marcado para esta sexta-feira, em Florianópolis, o aplicativo PMSC Cidadão permite que mulheres vítimas de violência doméstica possam acionar a Polícia Militar através de um botão de pânico. Pelo programa, as pessoas poderão ainda entrar em contato com o 190 para avisar de uma ocorrência, além de enviar fotos, áudios e vídeos. O sistema já está disponível desde esta quinta-feira (21) nas lojas de aplicativos do iOS e Android.

    Antes de acessá-lo, é necessário informar CPF, foto, nome, data de nascimento, e-mail, telefone, endereço, além de outros dados complementares. Durante o atendimento da ocorrência é que o denunciante será identificado e o celular passa a ser rastreado pela PM para rapidez na resposta e contenção de trotes.

    Além disso, é aberto um canal de conversa entre a central, o cidadão e a viatura. Pessoas com deficiência auditiva poderão usar o equipamentos para acionar o ocorrência. Caso o cidadão esteja em uma área sem internet, o aplicativo vai direcioná-lo diretamente para a ligação à central do 190.

    A viatura não poderá ser rastreada, mas ele receberá informações do status do atendimento. Até maio de 2020 a promessa da PM é que o aplicativo terá outras funções como os programas Rede de Vizinhos, Rede de Segurança Escolar, Rede de Segurança Rural, Proerd, SOS Desaparecidos e Futebol Seguro, além de outros serviços.

    O custo do programa foi de R$ 202.493,30, além dos servidores de armazenagem dos sistemas, com valor de R$ 270 mil, pagos pelo Fundo para Reconstituição de Bens Lesados do Ministério Público de Santa Catarina.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas