nsc
nsc

Análise

Apoio de João Rodrigues coloca Gean junto a Bolsonaro

Compartilhe

Ânderson
Por Ânderson Silva
26/05/2022 - 06h56 - Atualizada em: 26/05/2022 - 07h29
João Rodrigues discursa em evento do PSD, na noite desta quarta-feira
João Rodrigues discursa em evento do PSD, na noite desta quarta-feira (Foto: Reprodução)

Sempre avesso a posicionamentos ideológicos na disputa política nacional, o ex-prefeito de Florianópolis Gean Loureiro (União Brasil) recebeu um apoio para as Eleições 2022 que o retira da condição de neutralidade. Em evento de filiações do PSD na noite desta quarta-feira (25), o prefeito de Chapecó, João Rodrigues (PSD), anunciou que estará ao lado de Gean na disputa pelo governo do Estado. Gean, inclusive, quer ter João como coordenador de campanha.

Leia tudo sobre as Eleições 2022

Como se sabe publicamente, o prefeito de Chapecó é um dos principais apoiadores de Jair Bolsonaro em Santa Catarina. João, inclusive, já começou uma mobilização para montar comitês suprapartidários para apoio à reeleição do presidente da República. Ao apoiar Gean, o prefeito bolsonarista fará campanha para ambos, lado a lado.

Em discurso durante o evento do PSD, João deixou claro que o movimento de aproximação ao ex-prefeito da Capital tem ligação com a condição de apoio a Bolsonaro: "Jamais apoiaria uma candidato que não apoiasse Bolsonaro", afirmou para uma plateia recheada de lideranças de diversas partes do Estado. Já nesta quinta-feira, João postou nas redes sociais um vídeo com recortes da fala feita na noite de quarta, e escreveu: "Agora é Bolsonaro lá, e Gean Loureiro cá".

Segundo o colega repórter do NSC Total Jean Laurindo, que esteve no evento, Gean fugiu dos embates ideológicos ao discursar. Quando perguntado pela reportagem sobre o posicionamento na campanha em relação à eleição presidencial, ele não foi taxativo, mas deixou evidências:

— Temos um espectro obviamente de centro-direita, somos partido de centro-direita, uma tendência à direita. O natural, até por questões éticas, é esperar as decisões partidárias. Santa Catarina é um estado bolsonarista, então, obviamente, [há] uma tendência para isso, só que ninguém é dono dos votos do Bolsonaro nem dos votos do Lula. O voto é do povo, e ele vai decidir, não mais sem observar primeiro quem é o candidato — avaliou.

Um vice de João Rodrigues

No acordo de apoia do PSD ao projeto de Gean, ficou definido que os pessedistas vão indicar o candidato a vice-governador da chapa. O principal nome em evidência nos bastidores é o do ex-chefe da Casa Civil do governo Moisés Eron Giordani. Ele é ligado a João Rodrigues e a indicação seria uma das condições para o apoio do prefeito de Chapecó a Gean.

Leia também:

TSE aprova a 1º federação partidária das Eleições de 2022

Eleições 2022: MDB reafirma indicação de Simone Tebet à Presidência

Federações partidárias têm três pedidos de registro no país; veja quais são

Ânderson Silva

Colunista

Ânderson Silva

Colunista da NSC Comunicação, publica diariamente informações relevantes sobre as decisões que impactam o catarinense, sem esquecer dos bastidores dos poderes. A rotina de Florianópolis em texto e imagens também está no radar da coluna.

siga Ânderson Silva

Ânderson Silva

Colunista

Ânderson Silva

Colunista da NSC Comunicação, publica diariamente informações relevantes sobre as decisões que impactam o catarinense, sem esquecer dos bastidores dos poderes. A rotina de Florianópolis em texto e imagens também está no radar da coluna.

siga Ânderson Silva

Mais colunistas

    Mais colunistas