nsc
nsc

estruturas provisórias

As empresas que farão os projetos de pontes com peças provisórias da Hercílio Luz

Compartilhe

Ânderson
Por Ânderson Silva
03/08/2019 - 04h15
(Foto: Gabriel Lain/Diário Catarinense)

Um consórcio entre a RMG Engenharia e a empresa portuguesa Teixeira Duarte foi o vencedor da licitação aberta pela Defesa Civil do Estado para os projetos básicos e executivos de pontes metálicas que vão ser feitas com as estruturas provisórias da ponte Hercílio Luz. As duas empresas são as que atualmente trabalham na recuperação da estrutura. A RMG faz a fiscalização dos serviços que são executados pelos portugueses. A licitação foi feita pelo Regime Diferenciado de Contratação (RDC). O custo dos serviços será de R$ 4.965.857,00.

O nome

Voltou a repercutir nas redes sociais nos últimos dias a lei catarinense sancionada em 2013 pelo então governador Raimundo Colombo que muda o nome de uma droga bastante apreendida no Estado. Pelo texto, de autoria da ex-deputada estadual Ana Paula Lima (PT), “a droga derivada do Erythroxylon coca, conhecida vulgarmente como crack, passará a ser designada por ‘crack a pedra da morte’, no âmbito do Estado de Santa Catarina”. É a lei 15.988.

Deixe seu comentário:

Ânderson Silva

Colunista

Ânderson Silva

Colunista da NSC Comunicação, publica diariamente informações relevantes sobre as decisões que impactam o catarinense, sem esquecer dos bastidores dos poderes. A rotina de Florianópolis em texto e imagens também está no radar da coluna.

siga Ânderson Silva

Últimas do colunista

Loading interface...
Ânderson Silva

Colunista

Ânderson Silva

Colunista da NSC Comunicação, publica diariamente informações relevantes sobre as decisões que impactam o catarinense, sem esquecer dos bastidores dos poderes. A rotina de Florianópolis em texto e imagens também está no radar da coluna.

siga Ânderson Silva

Mais colunistas

    Mais colunistas