nsc
    nsc

    Polêmica

    Avaliação psicotécnica elimina 40% dos candidatos do concurso da PM-SC

    Compartilhe

    Ânderson
    Por Ânderson Silva
    04/10/2019 - 05h15 - Atualizada em: 04/10/2019 - 17h56
    (Foto: Diorgenes Pandini / Diário Catarinense)

    O resultado da avaliação psicotécnica do concurso de soldados da Polícia Militar de Santa Catarina (PM-SC) causou mais uma polêmica no processo seletivo para 1 mil vagas. Os candidatos reagiram ao alto índice eliminação e questionaram a falta de tolerância do edital para as características exigidas. Por uma legislação de 2013, os aprovados precisam estar dentro de 22 comportamentos, sem quaisquer exceções. A etapa é eliminatória.

    O resultado divulgado trouxe 40% de reprovação entre os homens e 39% entre as mulheres. Ao todo, continuam no concurso público 831 homens e 198 mulheres, segundo o coordenador do processo na PM-SC, o coronel Luciano Pinho.

    Como são 1 mil vagas previstas, caso não exista o mesmo número de aprovados, serão chamados para os testes aqueles que ficaram além das 3 mil primeiras posições.

    Sobre a discussão em torno das características exigidas no teste, o coronel responsável entende que todas são importantes.

    — Qual das características previstas na lei você abriria mão para ser exigida de um policial militar? — questionou Luciano Pinho.

    Na lista há comportamentos como controle emocional, ansiedade, coragem, iniciativa, flexibilidade e disciplina.

    O prazo para recursos está aberto. Os candidatos podem pedir a revisão acompanhados de psicólogos.

    Leia as últimas notícias do NSC Total

    Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total, leia as edições digitais dos jornais e aproveite os descontos do Clube NSC

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas