nsc
    nsc

    Anúncio do MEC

    Corte de 30% vai apertar ainda mais as contas da UFSC

    Compartilhe

    Ânderson
    Por Ânderson Silva
    01/05/2019 - 11h14 - Atualizada em: 01/05/2019 - 12h23
    Ubaldo Balthazar
    Ubaldo Balthazar (foto: Leo Munhoz)

    arte
    arte
    (Foto: )

    O anúncio do Ministério da Educação de que vai bloquear em 30% o orçamento de todas universidades e institutos federais do país não surpreendeu os reitores. O corte já era esperado e vinha sendo discutido, internamente, na rede federal. A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), por exemplo, já contava com um bloqueio de 25%, equivalente a R$ 46 milhões – e agora terá que apertar as contas um pouco mais.

    Nesta quarta-feira, o reitor Ubaldo Balthazar disse que soube que a margem de corte aumentou pela imprensa. A universidade já está trabalhando em ações para racionalizar recursos, com a revisão dos contratos. O trabalho será “hercúleo”, em suas palavras:

    - Se bloquear mais, fechamos a porta e entregamos a chave.

    O anúncio do MEC, de que estenderia o bloqueio a toda a rede federal, veio depois de uma polêmica. O ministro da Educação, Abraham Weintraub, informou que faria os cortes especificamente na Universidade de Brasília (UnB), na Universidade Federal Fluminense (UFF) e na Universidade Federal da Bahia (UFBA) por “balbúrdia” – o que foi compreendido como motivo ideológico, que fere a autonomia universitária e é inconstitucional. Mais tarde, voltou atrás e disse que o contingenciamento era geral.

    O reitor da UFSC comentou a possibilidade de cortes motivados por questões ideológicas:

    - É uma situação inédita e isso é um problema, porque a universidade é plural. É um universo, um lugar de pensamento universal, em que temos que trabalhar com diferentes correntes – comentou.

    Balthazar afirmou que isso não será motivo para censura de eventos ou movimentos dentro dos campi da universidade.:

    - Tentaram censurar o (Guilherme) Boulos. Na semana passada recebemos a Manuela Dávila. Se o Olavo de Carvalho for convidado, vamos garantir que tenha o espaço dele também. A universidade é plural não vamos censurar. Temos que aprender a respeitar a opinião dos outros, sem agressões.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas