Autor da PEC 100, que inclui na Constituição o direito de o cidadão usar arma de fogo em legítima defesa, o deputado catarinense Rogério Peninha Mendonça (MDB) se reuniu nesta quinta-feira (29) com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro.

Continua depois da publicidade

A proposta discutida no encontro foi a de incluir no texto de Peninha o excludente de ilicitude para ações policiais, que está no pacote Anticrime de Moro, mas não deve passar pela CCJ da Câmara.

Leia também: STF julga legalidade de porte de arma de fogo para agentes socioeducativos em SC

Destaques do NSC Total