nsc
nsc

Expectativa

Julgamento de competência pode causar reviravolta na operação Alcatraz

Compartilhe

Ânderson
Por Ânderson Silva
16/09/2019 - 06h38

Um dos processos pautados para terça-feira no TRF4 pode mudar os rumos da operação Alcatraz. Depois de pedir vista em 20 de agosto, a desembargadora Claudia Cristofani colocou para votação o pedido de uma das empresas investigadas na operação para que seja declarada nula a quebra de sigilo de todos os investigados, além dos outros atos no processo que deu origem à ação da Polícia Federal de 30 de maio deste ano. A defesa alega que há não elementos que apontem para a competência federal para a tramitação.

Os advogados justificam que a investigação a crimes que teriam ocorridos no administração pública estadual. Por isso defendem a tese de competência da justiça estadual. O relator, desembargador Luiz Carlos Canalli, votou contra, mas a desembargadora pediu vista e a análise será retomada na terça.

O que está em jogo

Caso a tese da defesa seja vencedora no julgamento, o processo passará para a Justiça estadual e as denúncias já feitas pelo MPF devem ser anuladas e feitas novamente pelo Ministério Público do Estado (MP-SC), o que seria uma reviravolta. Até o momento, já são cinco denúncias aceitas pela 7ª Vara Federal de Florianópolis.

Ao votar contra, o relator alegou, através de provas no processo, que os fatos investigados envolvem verbas federais. Para ele, “resta evidenciada a competência da Justiça Federal”. Além da desembargadora Claudia, o terceiro membro da 7ª Turma ainda votará.

Deixe seu comentário:

Ânderson Silva

Colunista

Ânderson Silva

Colunista da NSC Comunicação, publica diariamente informações relevantes sobre as decisões que impactam o catarinense, sem esquecer dos bastidores dos poderes. A rotina de Florianópolis em texto e imagens também está no radar da coluna.

siga Ânderson Silva

Últimas do colunista

Loading interface...
Ânderson Silva

Colunista

Ânderson Silva

Colunista da NSC Comunicação, publica diariamente informações relevantes sobre as decisões que impactam o catarinense, sem esquecer dos bastidores dos poderes. A rotina de Florianópolis em texto e imagens também está no radar da coluna.

siga Ânderson Silva

Mais colunistas

    Mais colunistas