publicidade

Navegue por
Ânderson

Milionário

Leilão de terrenos em Cacupé terá lance mínimo de R$ 9,1 milhões

Compartilhe

Por Ânderson Silva
14/03/2019 - 05h40 - Atualizada em: 14/03/2019 - 07h52
(Foto: Diego Redel / Divulgação)

A Associação dos Servidores do Deinfra vai vender por leilão dois terrenos próprios na praia de Cacupé, em Florianópolis, com lance mínimo de R$ 9,1 milhões. A área tem 8,8 mil metros quadrados, com capacidade de construção de 12 mil metros quadrados, e fica localizada na Rodovia Haroldo Soares Glavan. Os lances podem ser dados pela internet entre 15 e 25 de março. Por conta da localização, o leilão está sendo considerado internacional, com divulgação em três línguas para o Mercosul e Espanha, Portugal e especificamente para o Estado da Flórida nos Estados Unidos.

Contraponto

A Secretaria de Infraestrutura do Estado reagiu à informação de que o Deinfra não compareceu à reunião na prefeitura da Capital sobre a mobilidade urbana, ocorrida na terça-feira. Em nota, a pasta disse que “mesmo não tendo recebido nenhum convite oficial para participação em uma suposta reunião sobre mobilidade realizada pela Prefeitura do município de Florianópolis, fez-se representar no dito evento por intermédio de integrante da Polícia Militar Rodoviária do Estado de Santa Catarina (PMRESC)”.

Transparência

Duas iniciativas recentes dão ao cidadão da Capital mais acesso às licitações feitas pela prefeitura e pela Câmara de Vereadores. O Observatório Social está divulgando na sua rede social uma lista com a agenda semanal dos processos de compra e contratações da prefeitura. Enquanto isso, a Câmara começou a transmitir pela emissora do Legislativo e pela internet as suas licitações.

Caso Santore

O ministro do STJ Herman Benjamin, relator do processo do advogado Alex Santore, que tenta ser nomeado desembargador através da lista tríplice da OAB, pediu o adiamento do julgamento que ocorreria ontem. A ação questiona o foro adequado para decidir sobre a questão.

Poítica

O presidente do TCE-SC, Adircélio de Moraes Ferreira Júnior se reuniu ontem com o ministro da Economia, Paulo Guedes, e explicou que as cortes de contas estão passando por um significativo processo de transformação no sentido de que esses órgãos se convertam em Tribunais de Governança Pública, assumindo o protagonismo em debates macrofiscais sobre temas de interesse da sociedade.

Deixe seu comentário:

Ânderson Silva

Ânderson Silva

Ânderson Silva

Colunista da NSC Comunicação, publica diariamente informações relevantes sobre as decisões que impactam o catarinense, sem esquecer dos bastidores dos poderes. A rotina de Florianópolis em texto e imagens também está no radar da coluna.

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação