nsc
    nsc

    Confirmado

    Mais R$ 14 milhões: novo aditivo da obra da ponte Hercílio Luz

    Compartilhe

    Ânderson
    Por Ânderson Silva
    12/08/2019 - 04h45
    (Foto: Gabriel Lain / Diário Catarinens

    Está confirmado o novo aditivo financeiro da reforma da ponte Hercílio Luz. Como já adiantado pela coluna, era esperado outro acréscimo além dos R$ 8,3 milhões assinados no começo de julho. Agora, conforme documento de 25 de julho, vão ser mais R$ 14.075.884,38. O valor original da obra, conforme contrato assinado em abril de 2016 era de R$ 262.925.435,21. Com os aditivos, entretanto, o preço saltou mais R$ 71.297.029,37.

    Além disso, no cálculo geral do custo, entram os reajustes. Eles somam mais R$ 14.510.233,50. Com isso, o valor total da obra até o momento é de R$ 348.732.698,08. Segundo a Secretaria de Infraestrutura, o aditivo de R$ 14 milhões é referente ao prolongamento do prazo da obra, que se estende em contrato até março de 2020. Apesar de o governo prever a liberação do tráfego em dezembro de 2019, serão necessários mais três meses para a retirada das estruturas temporárias.

    A pasta diz que "trata-se do reequilíbrio econômico e financeiro referentes a custos indiretos para manter a obra por mais 12,1 meses, conforme já havia sido relatado em janeiro, e agora com valores acertados". Além disso, a secretaria afirma que haverá outros aditivos, "pois existem quantitativos e serviços que não estavam previstos".

    Diretas

    * Música - Domingo, 18 de agosto, será dia de Orquestra de Baterias na Passarela Nego Quirido, em Florianópolis. O evento terá uma estrutura maior do que nas últimas edições. A banda Dazaranha fechará a programação.

    * Debate - Será nesta segunda-feira (12), às 14h, na CDL de Florianópolis, a segunda edição da oficina criativa Ponte Viva para discutir os projetos das cabeceiras da ponte Hercílio Luz. O encontro terá palestras e debates.

    Reativado

    Além da “Lei Rouanet catarinense”, como publicou a coluna no final de semana, o Estado terá o retorno do fundo da cultura. A confirmação é do secretário da Fazenda, Paulo Eli. Para isso o governo trabalha através da Fundação Catarinense de Cultura no projeto de lei que vai restabelecer o caixa. O novo fundo será usado, segundo Eli, para receber recursos federais e estaduais.

    Leia também: Estado terá "lei rouanet catarinense" para incentivar projetos culturais

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas