O preço dos combustíveis nos últimos meses levou políticos preocupados em se eleger ou se reeleger a adotar a mesma tática. O presidente Jair Bolsonaro (PL) aprovou no Congresso Nacional medidas para reduzir os impostos cobrados sobre a gasolina e também o etanol. A medida tem claro objetivo eleitoral, mas foi reproduzida nos Estados. Em Santa Catarina, o governador Carlos Moisés da Silva (Republicanos) adotou as regras sancionadas por Bolsonaro após aprovação no Legislativo. E, nesta semana, fez mais: conforme contou o colega Renato Igor, Moisés mexeu novamente no preço do etanol.

Continua depois da publicidade

Foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) a Medida Provisória que concede crédito presumido de 75% do ICMS às distribuidoras do combustível. A previsão do setor de combustíveis na Grande Florianópolis é que a redução do preço do etanol possa chegar a R$ 0,40 nos próximos dias.

Politicamente falando, a alteração ocorre no começo da campanha eleitoral em SC. Com a caneta na mão, Moisés faz o que Bolsonaro tem feito e adota medidas que atingem a rotina das pessoas.

No caso do governo federal, também foram confirmados auxílios a diferentes grupos como caminhoneiros e taxistas.

Leia também:

Operação Alcatraz sofre nova derrota na Justiça e deve começar do zero

Continua depois da publicidade

Destaques do NSC Total