nsc
nsc

Revisão

Pontes Colombo Salles e Pedro Ivo passarão por vistoria antes da reforma

Compartilhe

Ânderson
Por Ânderson Silva
22/02/2019 - 04h00 - Atualizada em: 22/02/2019 - 08h45
Pontes que dão acesso à Ilha
Pontes que dão acesso à Ilha
(Foto: )

Antes de começarem a reforma das pontes Colombo Salles e Pedro Ivo Campos, em Florianópolis, a empresa Cejen, responsável pela obra, e Engevix, contratada para a supervisão dos serviços, vão fazer uma vistoria nas duas estruturas. Como a licitação da recuperação foi lançada no final de 2015, podem haver novos pontos a serem consertados. Por isso a necessidade de uma revisão. Em paralelo, as empreiteiras iniciam a montagem do canteiro de obras.

Na última segunda-feira a Secretaria de Infraestrutura do Estado fez uma reunião com as duas empresas para alinhar o começo dos trabalhos. Inicialmente, ficou acordado que o reajuste nos valores com a Cejen será feito conforme o andamento dos serviços.

O governador Carlos Moisés colocou R$ 31 milhões à disposição para a reforma. Somente o contrato da Cejen custa R$ 29,6 milhões, sem a adequação financeira.

A ordem de serviço é esperada para a próxima semana. A Justiça deu 15 dias para o começo das obras. O prazo total para conclusão é de dois anos.

Homologado

O Deinfra homologou oficialmente nesta quinta-feira, no Diário Oficial do Estado (DOE), o resultado da licitação de supervisão da obra. A Engevix fará os serviços. Agora só falta a ordem de serviço.

Ânderson Silva

Colunista

Ânderson Silva

Colunista da NSC Comunicação, publica diariamente informações relevantes sobre as decisões que impactam o catarinense, sem esquecer dos bastidores dos poderes. A rotina de Florianópolis em texto e imagens também está no radar da coluna.

siga Ânderson Silva

Ânderson Silva

Colunista

Ânderson Silva

Colunista da NSC Comunicação, publica diariamente informações relevantes sobre as decisões que impactam o catarinense, sem esquecer dos bastidores dos poderes. A rotina de Florianópolis em texto e imagens também está no radar da coluna.

siga Ânderson Silva

Mais colunistas

    Mais colunistas