nsc
nsc

Imunização

SC quer comprar doses da vacina Butanvac do governo de São Paulo

Compartilhe

Ânderson
Por Ânderson Silva
03/06/2021 - 06h39
Vacina Butanvac será produzida totalmente no Brasil
Vacina Butanvac será produzida totalmente no Brasil (Foto: Governo do Estado de São Paulo)

O governo de Santa Catarina está de olho na vacina Butanvac contra a Covid-19. Em produção e estudos pelo Instituto Butantan, que pertence ao governo de São Paulo, o imunizante será o primeiro desenvolvido totalmente no Brasil. A expectativa dos paulistas é que até outubro 40 milhões de doses estejam prontas para aplicação. Diante disso, o governo Carlos Moisés da Silva demonstrou interesse em comprar uma remessa depois que o governador de SP, João Doria, manifestou a vontade de não ofertar a vacina para o Ministério de Saúde. Com isso, os Estados poderiam adquiri-la diretamente do instituto.

Vacinação da Covid por idade vai começar em SC; serão oito grupos

O secretário de Estado da Saúde em SC, André Motta Ribeiro, afirmou nesta quarta-feira (2) aos secretários municipais que o governo catarinense já manifestou interesse na compra. Mesmo assim, ele disse que ainda tem dúvidas de que a venda pode realmente ocorrer. Em episódios anteriores de negociações envolvendo outras fabricantes, um dos entraves era a possibilidade de que a Anvisa condicionasse a libeação dos imunizantes à venda ao governo federal.

Motta Ribeiro lembrou que SC tem R$ 300 milhões guardados para a compra direta de doses. A superintendência da Diretoria de Vigilância em Saúde já faz os estudos da quantidade de vacinas que seriam adquiridas. A expectativa, assim como para a entrega pelo Insituto Butantan, é para que a compra seja em outubro.

MP deve analisar casos de PMs que se recusaram a tomar a vacina contra a Covid em SC

Entidades das prefeituras, como a Associação de Municípios do Médio Vale do Itajaí (Ammvi) e a Federação dos Municípios de SC (Fecam) também estariam de olho nas negociações para uma possível compra.

O secretário catarinense, no entanto, destacou que os imunizantes ainda precisam do aval da Anvisa através dos estudos e comprovação de eficácia.

Leia também:

Infectados com a Covid-19 podem gerar anticorpos permanentes, diz estudo

OMS aprova uso emergencial da vacina contra Covid-19 Coronavac; veja o que muda

Ânderson Silva

Colunista

Ânderson Silva

Colunista da NSC Comunicação, publica diariamente informações relevantes sobre as decisões que impactam o catarinense, sem esquecer dos bastidores dos poderes. A rotina de Florianópolis em texto e imagens também está no radar da coluna.

siga Ânderson Silva

Ânderson Silva

Colunista

Ânderson Silva

Colunista da NSC Comunicação, publica diariamente informações relevantes sobre as decisões que impactam o catarinense, sem esquecer dos bastidores dos poderes. A rotina de Florianópolis em texto e imagens também está no radar da coluna.

siga Ânderson Silva

Mais colunistas

    Mais colunistas