nsc
nsc

publicidade

Previsão de economia

Servidores estaduais de Santa Catarina farão deslocamentos com aplicativo de transporte

Compartilhe

Ânderson
Por Ânderson Silva
12/11/2019 - 10h52
Transporte de servidores estaduais deve ter economia de R$ 5 milhões no primeiro ano do serviço (Foto: Mauricio Vieira/Secom)
Transporte de servidores estaduais deve ter economia de R$ 5 milhões no primeiro ano do serviço (Foto: Mauricio Vieira/Secom)

Em 30 dias os servidores públicos estaduais de Santa Catarina começam a usar um aplicativo de transporte para os deslocamentos funcionais. Nesta primeira etapa o programa será usado pelos trabalhadores que circulam entre Florianópolis, Biguaçu, São José e Palhoça. A expectativa de secretaria de Administração é de uma economia de R$ 5 milhões no primeiro ano. O cálculo é feito com base no preço de R$2,65 por quilômetro rodado com o aplicativo contratado, além da redução 50% nos custos com manutenção veicular, depreciação e aluguel de frota. Os veículos sem uso serão destinados para outras atividades do Estado.

O vencedor da licitação foi o aplicativo Garupa. Ele foi criado no Rio Grande do Sul, mas começou a atuar em Santa Catarina recentemente. Segundo o secretário de Administração, Jorge Tasca, o programa servirá para todos os deslocamentos feitos pelo servidores. O Centro Administrativo será o primeiro a testar o serviço, com a previsão de expansão para os outros setores até o final de 2019.

As demais regiões do Estado também vão receber o aplicativo. Tasca diz que o governo vai fazer uma licitação com lotes para os principais polos como Joinville, Blumenau, Chapecó e Criciúma. Somente na Grande Florianópolis, 90% dos servidores serão atendidos com o novo modelo de transporte.

Caberá à empresa vencedora cumprir alguns requisitos como tempo de resposta para a chamada da viagem. O motorista deve comparecer no local em até 15 minutos. O pagamento será feito pelo Estado ao final do mês conforme a quantidade de viagens e o valor por quilômetro rodado estabelecido em contrato.

Auxílio-combustível continua valendo

Questionado pelo Tribunal de Contas de Estado (TCE) o modelo de auxílio-combustível pago pelo governo catarinense continuará sendo pago para categorias como auditores fiscais e defensores públicos. Tasca justifica que o modelo segue "sendo uma boa opção financeiramente para estes tipos de atividade". Ele cita o caso das fiscalizações que precisam ser feitas e necessitam de um transporte diferenciado. Por isso, neste caso, não caberia o uso de transporte por aplicativo.

Deixe seu comentário:

Ânderson Silva

Colunista

Ânderson Silva

Colunista da NSC Comunicação, publica diariamente informações relevantes sobre as decisões que impactam o catarinense, sem esquecer dos bastidores dos poderes. A rotina de Florianópolis em texto e imagens também está no radar da coluna.

siga Ânderson Silva

Últimas do colunista

Loading interface...
Ânderson Silva

Colunista

Ânderson Silva

Colunista da NSC Comunicação, publica diariamente informações relevantes sobre as decisões que impactam o catarinense, sem esquecer dos bastidores dos poderes. A rotina de Florianópolis em texto e imagens também está no radar da coluna.

siga Ânderson Silva

publicidade

publicidade

Mais colunistas

    publicidade

    publicidade

    Mais colunistas