nsc
    nsc

    Decisão

    TRF4 concede liberdade a cinco presos da operação Alcatraz, mas sob altas fianças

    Compartilhe

    Ânderson
    Por Ânderson Silva
    10/09/2019 - 16h22 - Atualizada em: 10/09/2019 - 18h22
    (Foto: Tiago Ghizoni / Diário Catarinense)

    A 7° Turma do Tribunal Regional Federal da 4° Região (TRF4) decidiu nesta terça-feira (10) conceder a liberdade provisória para cinco das sete pessoas que continuam presas na operação Alcatraz. Nenhum deles, porém, vai ser solto antes de pagar fiança. Os valores estabelecidos variam de R$ 200 mil a R$ 296 mil.

    Conseguiram a liberdade provisória nesta terça o ex-presidente da Epagri, Luiz Ademir Hessmann, a empresária Flávia Werlich, os servidores do Estado, Luiz Carlos Maroso e Danilo Pereira, e o empresário Fabrício Margarido.

    Os desembargadores negaram o benefício para Nelson Castello Branco Nappi Junior, apontado como epicentro da operação pela PF, e Maurício Barbosa, empresário. A advogada Michelle Guerra já havia conseguido a liberdade há 15 dias, também no TRF4. Ela pagou a fiança imposta.

    Os advogados envolvidos no processo questionaram os altos valores de fiança, mas a resposta do relator a um dos defensores é que o questionamento deve ser feito através do recurso de embargos de declaração.

    Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total, leia as edições digitais dos jornais e aproveite os descontos do Clube NSC.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas