Em novo posicionamento, na noite desta terça-feira (28), o Tribunal Regional do Trabalho em Santa Catarina (TRT-12) infirmou que suspendeu a juíza Kismara Brustolin de novas audiências trabalhistas. Em vídeo divulgado pela coluna, durante o dia, ela grita com uma testemunha durante audiência ocorrida em Xanxerê no dia 13 de novembro deste ano. A juíza, procurada mais cedo pela coluna, não quis se manifestar sobre o caso.

Ao gritos, juíza de SC pede que testemunha obedeça a pedido dela em audiência

Veja abaixo o novo posicionamento completo do TRT-SC:

“Sobre os fatos ocorridos no dia 14 de novembro durante audiência realizada pela juíza substituta Kismara Brustolin na Vara do Trabalho de Xanxerê, o Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região (TRT-SC) vem manifestar que:

Após ter tido conhecimento dos fatos, relatados por representantes da Presidência da OAB-SC, e atendendo a ofício expedido pela Ordem na tarde desta terça-feira (28/11), solicitando providências cabíveis, a Presidência e a Corregedoria Regional do TRT-SC, em ato conjunto, decidiram pela imediata suspensão da realização de audiências pela magistrada, sem prejuízo do proferimento de sentenças e despachos que estejam pendentes, salvo recomendação médica em contrário. Em ato contínuo, a Corregedoria Regional irá instaurar procedimento apuratório de irregularidade.

Continua depois da publicidade

A suspensão da realização de audiências deverá ser mantida até a conclusão do procedimento apuratório de irregularidade ou eventual verificação de incapacidade da magistrada, com o seu integral afastamento médico”.

VEJA O VÍDEO DA AUDIÊNCIA ABAIXO:

Destaques do NSC Total