nsc
    nsc

    Novo secretário

    Vampiro "veste a camisa" do governo Moisés e toma posse na Educação

    Compartilhe

    Ânderson
    Por Ânderson Silva
    05/02/2021 - 11h38 - Atualizada em: 05/02/2021 - 11h40
    Vampiro recebe o "broche" do governo de SC de Carlos Moisés
    Vampiro recebe o "broche" do governo de SC de Carlos Moisés (Foto: Divulgação)

    Em uma cerimônia restrita para 10 pessoas, o deputado estadual Luiz Fernando Vampiro (MDB) tomou posse como secretário de Educação de Santa Catarina. O ato ocorreu na Casa D'Agronômica, em Florianópolis. Oficialmente, Vampiro "vestiu a camisa' do governo Carlos Moisés da Silva e cravou o pé do MDB na gestão. No processo de impeachment da equiparação salarial dos procuradores, o emedebista era o relator que apontou para o afastamento, tanto de Moisés como de Daniela. E assim se posicionou tanto na votação entre os deputados como na primeira sessão do Tribunal de Julgamento. Na segunda ele se absteve.

    Moisés ignora “novo momento” e faz escolha pessoal ao convidar Buligon para secretariado

    Na imagem acima é possível ver o governador colocando o "broche" do governo do Estado no paletó do deputado, em uma imagem semelhante à apresentação de jogador em timde futebol. Estiveram no ato três convidados do parlamentar, assessores, Moisés e os secretários da Casa Civil, Eron Giordani, e da Administração, Jorge Tasca.

    Vereador será o nono secretário da assistência social de SC em 10 anos

    Vampiro substitui Natali Uggioni, que havia assumido a pasta em janeiro de 2019, no começo do governo. A escolha de Vampiro está diretamente ligada à necessidade de Moisés conquistar espaço dentro da Alesc com os nove votos do MDB, a maior bancada na Assembleia Legislativa.

    Consolidação da relação Moisés-MDB

    Mais do que o "broche' no paletó, o gestor de Moisés desta sexta-feira consolida a relação do seu governo com os emedebistas. Logo na retomada da cadeira, o governador sinalizou uma aproximação com o PSD ao indicar Eron para a Casa Civil.

    Indicado pelo MDB, Daniel Vinicius Netto assume o IMA

    Mas os pessedistas passavam por uma crise interna. Há descontentamente do ex-governador Raimundo Colombo com os rumos tomados. Cogitou-se nos bastidores que ele vá assumir a presidência estadual da sigla. Por enquanto, Milton Hobus é quem está à frente.

    A Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE) estava em pauta para o PSD, mas o problema interno tirou o partido da concorrência. Moisés optou por colocar Luciano Bulligon (PSL). Enquanto isso, o MDB aproveita os espaços deixados e vai ocupando cargos no governo.

    Moisés abre governo para maiores partidos de SC e aposenta a nova política

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas