nsc
    nsc

    Entrevista

    Nabhan Garcia: "Acampamentos de sem-terra são uma farsa"

    Compartilhe

    Carolina
    Por Carolina Bahia
    23/11/2018 - 15h21 - Atualizada em: 23/11/2018 - 15h28
    Presidente eleito Jair Bolsonaro com a futura ministra da Agricultura, Tereza Cristina, e o futuro secretário de Assuntos Fundiários, Nabhan Garci
    Presidente eleito Jair Bolsonaro com a futura ministra da Agricultura, Tereza Cristina, e o futuro secretário de Assuntos Fundiários, Nabhan Garci
    (Foto: )

    A reforma agrária no governo de Jair Bolsonaro ficará sob a responsabilidade de um líder ruralista. O presidente da União Democrática Ruralista (UDR) assumirá a Secretaria de Assuntos Fundiáriosa partir de janeiro e comandará todo o setor, incluindo o Incra. Nesta conversa com a coluna, ele fala de prioridades e sobre o fato de não ter assumido o comando do Ministério da Agricultura

     

    Quais as suas prioridades à frente da Secretaria de Assuntos Fundiários? 

    Nabhan Garcia:  A invasão de terra é crime. Vai ter que acabar. Não vai ter respaldo no nosso governo. Aquele que invadir será identificado e enquadrado na lei. É formação de quadrilha. 

     

    Mas como o senhor pretende impedir as ações de movimentos como o MST? 

    Garcia:Como já determina a lei, propriedade invadida sairá da reforma agrária. E vamos colocar o invasor no lugar dele. 

     

    E os acampamentos de sem-terra que existem de várias regiões do Brasil? 

    Garcia: Não podemos mais deixar famílias embaixo de barracos de lona. Elas são utilizadas como massa de manobra por bandidos. Esses acampamentos são uma farsa. 

     

    Mas para onde serão encaminhadas as famílias que vivem em acampamentos? 

    Garcia: Vão voltar para o lugar de origem delas. A maioria tem casa. O desafio é moralizar. Vamos fazer uma revisão em todas as superintendências do Incra. Você sabia que tem líder de sem-terra em superintendência? Vamos acabar com isso.

     

    Leia também:

    Em conversa com Paulo Guedes, Carlos Moisés defende pacto federativo 

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas