nsc
    nsc

    Análise

    Quanto vale uma campanha

    Compartilhe

    Carolina
    Por Carolina Bahia
    04/12/2019 - 22h03
    Congresso Nacional. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
    Congresso Nacional. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

    Se o Congresso aprovar a proposta de aumento do fundo eleitoral para R$ 3,8 bilhões, anabolizando a campanha de 2020, será um tapa na cara do contribuinte. Depois de um ano discutindo medidas de esforço fiscal, começando pela reforma da Previdência, senadores e deputados devem aos eleitores um orçamento enxuto, o mais próximo possível da nova realidade de campanha nas redes sociais.

    O financiamento público foi uma opção do país, diante dos escândalos em série envolvendo a participação de empresas. A proposta encaminhada pelo governo era de R$ 2 bilhões. Mas o relator do Orçamento, deputado Domingos Neto (PSD-CE), se empolgou  com a revisão da estimativa de receitas da União e do total de emendas de bancada e sugeriu um aumento no repasse. Esses recursos adicionais certamente têm destino mais urgente do que engordar as campanhas.

     Pastel no palanque

    Um labirinto de banquinhas, lotado por causa do Natal, e conhecido pelo sugestivo apelido de Feira do Paraguai. Esse foi o cenário escolhido por Bolsonaro para saborear um pastel na chuvosa tarde de ontem. Acompanhado pelo general Luiz Eduardo Ramos, responsável pela articulação política, o presidente preocupou os seguranças. A duas semanas do fim do ano legislativo, Bolsonaro reservou a tarde para tirar fotos e pegar criança no colo.

    Leia as últimas notícias do NSC Total​ Assine o NSC Total para ter acesso ilimitado ao melhor conteúdo de Santa Catarina e aproveitar os descontos do Clube NSC.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas